Motorista suspeito de embriaguez atropela e mata mãe e filha de 2 anos na calçada

Motorista está internado sob escolta policial (Divulgação/Polícia Civil)

Uma mulher de 45 anos e sua filha de 2 anos foram atropeladas na calçada por um motorista suspeito de embriaguez, na tarde deste domingo, na Vila Sônia. O condutor foi socorrido ao HFC (Hospital Fornecedores de Cana), onde permaneceu sob escolta policial. O delegado Gillys Esquitini Scrocca determinou a prisão em flagrante pelo duplo homicídio.

Segundo a Polícia Militar, o atropelamento ocorreu por volta das 16h, na rua Romã, paralela à Rodovia Hermínio Petrin (SP-308). O motorista foi socorrido por equipes de resgate ao HFC. Três passageiros do carro e a criança foram socorridos à UPA (Unidade de Pronto Atendimento). A equipe da 5ª Companhia da PM, do Santa Teresinha, deu a notícia ao pai sobre a morte da criança. O veículo danificou o portão e quebrou parte do muro de uma oficina mecânica.

Carro bateu no portão e derrubou parte do muro de uma oficina (Divulgação/Polícia Civil)

Houve um princípio de tumulto e hostilização das equipes policiais provocado por uma aglomeração de pessoas revoltadas com o acidente, mas foi rapidamente dispersada para dar continuidade aos trabalhos do  Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e perícia do IC (Instituto de Criminalística). Até às 21h27, o registro do caso ainda não tinha sido finalizado na Polícia Civil.

O delegado também já ouviu o marido da vítima e pai da criança. “O esposo disse que a mulher foi visitar uma irmã de igreja e não voltou mais. Ele pretendia fazer uma surpresa com um presente pelo Dia das Mães, mas recebeu a notícia da tragédia. Estava muito transtornado, me pediu para que não soltasse o motorista. Respondi que ficaria preso, sem direito a fiança”, disse Scrocca.

Mãe morreu no local (Divulgação/Polícia Civil)

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 3 =