Além das oficinas tradicionais, este ano terá pintura em tecido e crochê | Foto: Leonardo Zimmermamn

As inscrições para as oficinas do Movimentação Cultural 2020 têm início dia 3 de fevereiro e se estendem até o dia 7 do mesmo mês. Interessados devem procurar o centro cultural que deseja cursar a oficina. As aulas são para dança de salão, ritmos, jazz, balé, danças urbanas, flauta, teclado, violão, artesanato, crochê, pintura em tecido e teatro. Pintura em tecido e crochê, que serão ofertadas pela primeira vez este ano.

As oficinas terão início a partir do dia 10 de fevereiro nos períodos da manhã, tarde ou noite. Podem participar jovens, adultos e idosos, com idade mínima de oito anos. Para a inscrição é necessário apresentar documento com foto.

Whashington Poppi está há quatro anos na coordenação das oficinas do Movimentação Cultural ao lado de Cristina Golvêa, com a vivência de 13 dos 15 anos deste programa da Semactur (Secretaria de Turismo e Ação Cultural) que foca, principalmente, a oferta de oficinas de arte em bairros. As atividades estão em alta e, em 2020, serão 265 vagas a mais do que as ofertadas ao longo de 2019.

De acordo com Poppi, a Movimentação Cultural encerrou as ações do ano passado com 1.400 alunos divididos entre as oficinas gratuitas nos Centros Culturais da Estação da Paulista, Armazém da Cultura, Nhô Serra (Parque 1° de Maio), Izaíra Barbosa – Zazá (Mário Dedini) e Hugo Pedro Carradore (Santa Teresinha). “A tradicional rematrícula, em novembro de 2019, surpreendeu com 701 alunos que optaram por continuar conosco”, ele conta.

Agora, os 50% dos remanescentes das oficinas do ano passado terão a companhia de novos 964 alunos – número de vagas disponibilizadas para as aulas de 2020, que Poppi está certo que serão todas preenchidas. “Nestes anos dentro do projeto, vejo a Movimentação Cultural crescer e sempre aumentar a oferta porque existe a demanda”, destaca o profissional das artes, com forte atuação no teatro piracicabano.

As oficinas, além de oferecer o aprendizado de técnicas específicas, também tem a proposta de integração, respeito, saber e generosidade entre alunos e professores”, explica Washington Poppi.

Assim como nos últimos anos, a coordenação da Movimentação trabalhará para que, em dezembro, ocorra a atividade de encerramento com uma grande apresentação, que envolva ao menos todos os alunos de teatro, dança e música. “Era um desejo da secretária Rosângela Camolese e o resultado é mesmo surpreendente, ver o palco tomado por 400 ou mais pessoas”, enfatiza Poppi, ao destacar que “algumas levam tão a sério, que buscam maneiras de se profissionalizar e ingressar no mercado de trabalho por meio da dança, da música ou do teatro”, conta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove + 9 =