MP destina R$ 865 mil para Regional de Piracicaba

Piracicaba teve um aumento de 0,76%em relação a 2019 (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O MPSP (Ministério Público do Estado de São Paulo) divulgou nesta semana em seu site, no portal da transparência, os recursos financeiros destinados ao combate da pandemia do covid-19. No total, o MP destinou R$ 74.341,653,82 para 95 cidades, divididas em 16 regionais. O repasse vem do dinheiro vem de recursos de multas, TACs (Termo de Ajuste de Conduta) e acordos nas áreas criminal e cível.

Em razão da situação das cidades não serem as mesmas, cada uma recebeu uma quantia de acordo com seu grau de emergência. Para a Regional de Piracicaba foi destinado R$ 865.862,27, representando 0,85% de todo o montante.

No geral, as cidades da Regional de Piracicaba que foram agraciadas pela doação foram: Araras (11º no ranking estadual), com R$ 400 mil; Limeira (20º), com R$ 250 mil; Rio Claro (36º), com R$ 113 mil, Rio das Pedras (51º), com R$ 54.981, 18; Brotas (76º), com R$ 24.981,09 e Americana (77º), com R$ 222.900 destinados.

No ranking das Regionais, Piracicaba é a oitava que mais recebeu verbas para o Funde de Saúde de suas cidades, com a Capital, Santos, Ribeirão Preto, Campinas, Sorocaba, Taubaté e Presidente Prudente a frente da tabela, enquanto as regionais da Grande São Paulo II, Bauru, Franca, Grande São Paulo III, Grande São Paulo I, Araçatuba, Vale do Ribeira e São José do Rio Preto receberam menos verba para o combate do covid-19.

A regional que mais recebeu dinheiro foi a da capital, com R$ 50.400.363,50, ou 67,79% do total, já que a cidade com mais casos e mais mortes de covid-19 no Estado de São Paulo e no Brasil. Santos também ficou com uma parte considerável dos recursos, com R$ 11.595.822, ou 15,59% do total. As regionais que completam a lista dos cinco maiores valores arrecadados são Ribeirão Preto, com R$ 3.118.809,93 (4,19%); Campinas, com R$ 1.409.095,31 (1,89%) e Sorocaba, com R$ 1.209.628,15 (1,62%).

Além de São Paulo, as cidades que receberam uma alta quantia ao combate ao covid-19 são a Baixada Santista (regional de Santos) em geral, com R$8.572.822; Araraquara (regional de Ribeirão Preto), com R$ 2.211.337,35; Santos (Santos), com R$ 1.515 milhão e Tatuí (Sorocaba), com R$ 794 mil. As cidades que completam o ranking das 10 maiores beneficiadas são: Campinas (regional de Campinas), com R$ 750 mil; Osvaldo Cruz (Presidente Prudente), com R$ 675.911,33; São Vicente (Santos), com R$ 520 mil; São José dos Campos (Taubaté), com R$ 467.026,24 e Itapeva (Sorocaba), com R$ 407.520,83.

Mauro Adamoli

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um + 14 =