Delegada Juliana Ricci, da Delegacia de Homicídios da Deic, coordena as investigações (Amanda Vieira/JP)

A Polícia Civil apura a morte da dona de casa Tânia Afonso da Silva, que tem cerca de 30 anos. As primeiras informações dão conta que a mulher teria sido atingida com golpes com pá de pedreiro na cabeça. O corpo da vítima foi localizado em uma casa, no bairro Kobayat Líbano, na manhã desta quarta-feira (3), segundo os agentes da Funerária Bom Jesus, que estiveram no local.

A delegada da Delegacia de Homicídios da Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais) Juliana Ricci disse que o inquérito policial para instaurar a causa da morte já foi aberto.

“Tudo indica que se trata de um feminicídio, mais ainda não temos como informar nesse momento, pois esse tipo de crime tem algumas características. Ainda não temos o autor, por enquanto, ele ainda é só suspeito. Sendo assim, não podemos afirmar se foi realmente um feminicídio ou homicídio”, afirmou Juliana.

Com relação à causa da morte, a delegada afirmou que será confirmada após exame necroscópico, que será realizado no IML (Instituto Médico Legal). O laudo deverá ficar pronto no período de 30 dias.

Agentes funerários informaram que a maioria dos golpes foram realizados na cabeça da vítima.

O CASO

Segundo a Polícia Civil, o caso foi atingido preliminarmente pela Polícia Militar. A vítima estava em uma casa que não era dela. A princípio, a polícia teria achado que se tratava de um encontro de cadáver (sem indício de violência). Os PMs preservaram o local. Em seguida, os policiais civis e peritos do IC (Instituto de Criminalística), estiveram no local e avaliaram que a mulher foi morta por espancamento.

O delegado Seccional Américo Sidney Rissato disse que a Polícia Civil já está ouvindo algumas testemunhas. “Acreditamos que em breve, iremos divulgar a autoria”, afirmou Rissato.

DESABAFO

Alguns amigos de Tania se manifestaram nas redes sociais pedindo justiça pela morte da vítima, que deixou um filho

“De um lado mais uma mulher, forte, corajosa, mãe…

Do outro lado um covarde que matou sem ter dó ou piedadeNessa noite passada uma mulher guerreira mãe de um único filho que tanto lutou na vida foi brutalmente assasinada covardemente…”, desabafou uma amiga da vítima.

“Meu Deus, não acredito nisso, que triste, descanse em paz. Tania, que Deus te coloque em um bom lugar”, escreveu.

Cristiani Azanha

[email protected]

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 − 4 =