Na Índia, incêndio atinge instalações do maior fabricante de vacinas do mundo

Fire Hydrant In Use During a Structure Fire

Um prédio em construção do Instituto Serum, na Índia, foi atingido por um incêndio nesta quinta-feira, 21. A empresa é a maior fabricante mundial de vacinas e há o temor de que a ocorrência tenha afetado sua futura expansão da produção da vacina contra covid-19. Os brigadistas ainda tentavam apagar as chamas na manhã desta quinta (no horário de Brasília), segundo informou o Corpo de Bombeiros da cidade de Pune, no sul do Estado de Maharashtra.

A causa do incêndio ainda não foi esclarecida – bem como a extensão dos danos. A empresa disse que o incêndio se restringiu a uma nova instalação que está construindo para aumentar a produção de vacinas contra o coronavírus e garantir que esteja melhor preparada para futuras pandemias.

O Instituto Serum também revelou que o incêndio não afetou as instalações existentes que produzem imunizantes contra a covid-19 ou um estoque de cerca de 50 milhões de doses. Segundo relatos, não há feridos no incêndio.

A empresa é a maior fabricante mundial de vacinas e foi contratada para produzir um bilhão de doses da vacina AstraZeneca/Universidade de Oxford. Adar Poonawalla, CEO do Instituto Serum, disse em recente entrevista que espera aumentar a capacidade de produção de 1,5 bilhão para 2,5 bilhões de doses por ano até o final de 2021.

A nova instalação seria a chave para essa expansão. Das mais de 12 bilhões de doses da vacina contra o coronavírus que devem ser produzidas este ano, os países ricos já compraram cerca de 9 bilhões e muitos têm opções para comprar ainda mais. Como resultado, o Instituto Serum provavelmente produzirá a maioria das vacinas que serão usadas pelos países em desenvolvimento.

Fonte: Agência Estado

Leia Mais:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezenove + doze =