José Rubens Françoso, diretor do Semae Serviço Municipal de Água e Esgoto), de Piracicaba

O diretor do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) de Piracicaba, José Rubens Françoso disse, durante conversa com um grupo de vereadores, que a água tratada pelo Semae é suficiente para atender a demanda da cidade e que não há falta de água em Piracicaba e, sim, dificuldade de levar a água produzida até as torneiras das residências. partir de 1º de março, os consumidores de Piracicaba vão pagar mais caro pela conta de  água. O Semae anunciou reajuste de 4,95% na tarifa.

A informação sobre a dificuldade de levar água às casas do município foi dada aos parlamentares durante visita à ETA (Estação de Tratamento de Água) Capim Fino, no bairro Gamium, na última sexta-feira (1/02). Ainda de acordo com Françoso, há um planejamento – para até o final de 2020 – de melhorias nas redes adutoras e para a extensão foram comprados 12.500 metros de tubo. A primeira adutora, já para este ano, está em fase de licitação e consiste em 2.500 metros de tubulação.

As informações sobre o teor da conversa entre o diretor e os parlamentares foram divulgadas pela assessoria de imprensa da Casa de Leis. A visita ocorreu após a aprovação de dois requerimentos assinados por 11 dos 23 parlamentares cobrando explicações do Semae sobre a falta de abastecimento de água na cidade.

Seis vereadores visitaram a estação de tratamento. O consumo nos últimos meses por causa do calor, perdas físicas, problemas de ar na rede e furto de água foram as justificativas dadas por Françoso aos vereadores Aldisa Vieira Marques, o Paraná (PPS), André Bandeira (PSDB), Dirceu Alves da Silva (SD), José Aparecido Longatto (PSDB), Osvaldo Airton Schiavolin, o Tozão (PSDB), e Jonson Sarapu de Oliveira, o Maestro Jonson (PSDB).

Durante a conversa, os parlamentares relataram ter recebido reclamações de falta de água em vários bairros, além de críticas ao atendimento prestado por telefone pelo Semae. Françoso teria reconhecido a necessidade de aprimoramento do serviço, segundo a assessoria de imprensa.

O vereador André Bandeira disse que o encontro não invalida o pedido para que Françoso compareça à Câmara na próxima quinta-feira nem à audiência no dia 20 de fevereiro.

O Semae foi questionado sobre o atendimento do diretor às convocações da Casa e a assessoria respondeu que, até o momento, não havia recebido nenhum comunicado.

Texto: Beto Silva
Foto: Claudinho Coradini

3 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável este posicionamento. Talvez na casa dele não tenha falta de água. No meu bairro (Jd São Francisco) a falta d’água é frequente. Somente no Natal passamos 3 dias sem 1 gota de água e não conseguimos contato no telefone da Semae. Uma pequena busca na página oficial da prefeitura no Facebook, nota-se que cada falta d’água é uma causa difere. Uma empresa que abastece uma cidade como Piracicaba jamais poderia ser tão ruim deste jeito.

  2. Bom este senhor deve estar bem desinformado pra um diretor do semae pede a ele vir no santa fe 2 e fazer um pesquiza todos os dias nos falta agua e o valor do talao todos os meses sobe ou este e um problema exclusivo do santa fe2

  3. Realmente não consigo entender explicações dada pelo presidente do SEMAE, dizendo que não existe falta de água em Piracicaba, acho que ele reside em outra cidade e não em Piracicaba, tem bairros com Cecap, Alvorada e todos naquela região, tem falta de água todos dias. Como é fácil dar desculpas, e não assumir suas responsabilidades. Faça investimentos no SEMAE que os problemas serão resolvidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × 5 =