Não se estressar, ser ativo e buscar o que te faz feliz são dicas de quem está na 3ª idade com muita saúde

Foto: Amanda Vieira/JP

Arraso conversou com idosos de 66, 75 e 92 anos, que contaram sobre seus cotidianos

Dona Maria Aparecida de Oliveira Paes, de 75 anos, diz que o segredo da longevidade “é não se estressar”. “Procuro viver com tranquilidade, não esquento a cabeça com os problemas pois problemas são passageiros. Durmo bem e cuido da minha alimentação”, diz ela.

Já Gerson Valdir Vitti, 66, aposentado e jogador do Veterano de Santa Olímpia, diz que mantém a saúde “sendo sempre ativo”. “Eu sempre trabalhei, desde meus 10 anos. E depois que aposentei, continuei trabalhando. Cuido de uma chácara”, conta.

Dona Wilma Aparecida Possebon Cyrino, de 92 anos, remete sua infância feliz à vida saudável que tem hoje. Moradora da Casa de Repouso Gran Giardino Residencial Sênior, ela diz que sempre se mantém alegre. “Cheguei até aqui porque trabalhei muito e porque tive uma infância muito gostosa. Brincava na rua. Também acredito que a leitura e a costura me ajudaram. Eu ficava lendo romances até as 2 da madrugada (risos)”, conta a idosa. Dona Wilma é uma das pacientes da médica geriatra Mariana Kairalla Andreazzi, proprietária da Gran Giardino. “Ela faz fisioterapia e tem uma alimentação regrada e equilibrada”, explica a especialista.

ALZHEIMER
Uma das doenças que mais desafia a área da saúde mental é o mal de Alzheimer. Mariana cita que o diagnóstico precoce retarda seu avanço. “Vários sinais podem ajudar na identificação da doença. É importante ficar atento ao aparecimento desses sinais e sintomas, para que o neurologista ou psiquiatra sejam consultados e, assim, seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento com o objetivo de evitar a progressão das alterações”, orienta. Os sinais são: perda de memória; dificuldade em executar tarefas do dia a dia; desorientação; problemas de linguagem; repetir conversas ou tarefas; trocar o lugar das coisas; mudanças bruscas no humor e na personalidade, em alguns casos; desinteresse pelas atividades habituais.

Nani Camargo
Especial para o JP

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × cinco =