Nas Bacias PCJ, o futuro da água é trabalhado todos os dias

0
44 views
Comitês PCJ e Agência das Bacias PCJ lançam editais para investimentos em prol da água. (Foto: Amanda Vieira/JP)

Trabalhar pela água das próximas décadas é o desafio diário dos Comitês PCJ e da Agência das Bacias PCJ. Com mais de 27 anos de atuação destas entidades, o fomento sempre foi diversificado entre proteger as nascentes, reflorestar, coletar e tratar esgoto e combater as perdas de água em 76 cidades nas Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.

“A nossa iniciativa é uma grande união de igual importância das administrações públicas, autarquias, empresas privadas, terceiro setor, comunidade, indústrias e agricultores que se mobilizam, cada qual em sua realidade, para conduzir com sabedoria as diretrizes que deliberamos nos Comitês PCJ”, destaca Marco Antonio dos Santos, presidente em exercício do CBH-PCJ (Comitê Paulista).

O trabalho também está no estudo do uso da água pelas cidades, pelas indústrias e pelo agronegócio que, precisam igualmente da água, para respectivamente manterem suas vidas, empregos e alimentos, para hoje e para futuras gerações.

“Melhorar a qualidade e garantir a quantidade de água nas Bacias PCJ são nossos dois principais focos. Anualmente financiamos diversas iniciativas e empreendimentos, fruto do direcionamento dado pelo nosso corpo técnico com o acumulado de dados que geramos ao longo destes anos”, enfatiza o diretor-presidente da Agência das Bacias PCJ, Sérgio Razera.

Ao longo destes anos, incluindo as contrapartidas dos tomadores, quase R$ 800 milhões foram destinados para administrações públicas dispostas a estabelecer uma relação consciente do uso da água e criar um legado para o futuro.

Trabalhar pela água das próximas décadas é o desafio diário dos Comitês PCJ e da Agência das Bacias PCJ. Com mais de 27 anos de atuação destas entidades, o fomento sempre foi diversificado entre proteger as nascentes, reflorestar, coletar e tratar esgoto e combater as perdas de água em 76 cidades nas Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. “A nossa iniciativa é uma grande união de igual importância das administrações públicas, autarquias, empresas privadas, terceiro setor, comunidade, indústrias e agricultores que se mobilizam, cada qual em sua realidade, para conduzir com sabedoria as diretrizes que deliberamos nos Comitês PCJ”, destaca Marco Antonio dos Santos, presidente em exercício do CBH-PCJ (Comitê Paulista).

Da Redação

LEIA MAIS:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

três × cinco =