Natura Musical completa 15 anos e anuncia 43 novos projetos contemplados

(Foto: Reprodução Facebook)

3 artistas, bandas e projetos de fomento de cenas e redes, inovação e inclusão estão entre os selecionados do programa Natura Musical 2020. Entres as artistas selecionadas estão Juçara Marçal, Linn da Quebrada, dona Áurea Martins, Rico Dalasam, Bia Ferreira, Kunumi MC, Bixarte, entre outras.

Nesta quinta-feira, dia 10 de dezembro, às 19h30, para anunciar oficialmente os escolhidos, será realizado um bate-papo entre Emicida, Gilberto Gil e Ailton Krenak, em uma conversa sobre o legado da música brasileira e o que a cultura representa na atualidade. Após a conversa, um show de Emicida será transmitido diretamente do palco da Casa Natura Musical, em São Paulo. A transmissão, gratuita, é pelo YouTube:

Clique aqui

Segundo a Natura, no edital de 2020, além da criação artística, “selecionamos propostas que promovem a inclusão e a representatividade em todo o seu âmbito, do artista à equipe técnica. Entre os trabalhos selecionados, temos, por exemplo, quatro projetos culturais de povos originários, nove projetos que valorizam pautas da comunidade LGBTQIA+, 18 projetos em que as mulheres são protagonistas e outros 17 que valorizam a cultura negra”.

Para a head of global cultural branding da Natura, Fernanda Paiva, o edital deste ano é diferente, buscando também um impacto social para um dos setores mais afetados pela pandemia do coronavírus, o setor cultural.

“Isso nos motivou a dar um passo a mais, porque além do maior volume anual de recursos para o fomento, refizemos todo o processo do edital para garantir que critérios e categorias estivessem em ressonância com as necessidades do mercado. Repensamos o planejamento com 22 profissionais do mercado, para ajudar a pensar categorias, critérios e dinâmicas do edital e assim chegamos a três categorias novas.”

Em 2020, o Natura Musical oferece R$ 8,5 milhões para o mercado da economia criativa, a maior verba em 15 anos de atividades. Parte do recurso (R$5,5 milhões) será direcionado para os editais, com a seleção direta pela Natura, com o apoio da sua rede de curadores; os outros R$3 milhões serão destinados para fundos de cultura estaduais (RS, MG e BA).

Entre os projetos selecionados, estão, segundo a Natura: a Mostra Pankararu de Música, iniciativa do povo Pankararu, que realiza capacitação profissional, shows e imersão artística na Aldeia Bem Querer de Cima, em Pernambuco; o projeto TORÜ WIYAEGÜ, que propõe registrar a música tradicional do povo Tikuna, do Amazonas, em livro e CD. O Circuito ARTI, iniciativa da Marsha! e Afrobapho, que reúne música e artes visuais em um mês de cursos formativos com festivais inéditos em São Paulo e em Salvador; Festival MANA, voltado para o fortalecimento de mulheres no mercado da música; Mestras do Pará, documentário que torna visível as narrativas e vozes das Mestras da música popular paraense.

Além dos novos selecionados, Paiva explica que a marca tem 80 projetos em andamento, ainda dos anos anteriores. “A pandemia mudou muito a dinâmica, então tivemos que fazer uma investigação de quais são as necessidades, qual a viabilidade de colocar de pé alguns projetos. Transferir atividades para o ambiente digital, formação, workshops, dinâmicas, mesmos shows…. Algumas a gente entendeu que era o caso de reinventar o projeto, repensar os prazos de execução. Ainda vamos carregar para o ano que vem.”

Para ela, a nova etapa do programa confirma uma tendência acentuada dos últimos anos, a de incluir artistas diversos entre os selecionados.

Veja a lista completa de selecionados do edital Natura Musical 2020:

Os 43 projetos foram selecionados entre 3.365 inscritos por meio da curadoria de 29 profissionais do mercado da música, em um processo online que durou um mês. Em 2021, Natura Musical oferecerá R$ 5,5 milhões em patrocínio direto. O programa tem o apoio das leis de incentivo à cultura da Bahia, de Minas Gerais, do Pará e do Rio Grande do Sul.

NACIONAL

Áurea Martins

Bia Ferreira

Bixarte

Circuito ARTI: Autonomia, Restituição, Transformação e Inter-Ação

Crias de Curupira

Juçara Marçal

Kunumi MC

Linn da Quebrada

Mostra Pankararu de Música

Pororoca Sound – Incubadora de Empreendimentos Musicais

Projeto Acesso

Rico Dalasam

TORÜ WIYAEGÜ

BAHIA

Escola Aguidavi do Jêje

Festival Mugunzá de Rap da Bahia

Mahal Pita

Mestre Aurino de Maracangalha

Mercado Iaô

Nara Couto

Rumpilezzinho

Tertuliana Lustosa

MINAS GERAIS

Casa Poça

Coral

Luiza Brina

Mostra Afro Barreiro Alforriado Matias – MABAM 2021

Mostra Negras Autoras

O Som dos Campos

Paisagens Sonoras do Cerrado

Pássaro Vivo

PARÁ

Festival MANA

Festival Psica 2021

Mestras do Pará

Nação Ogan

Nic Dias – Panthera Preta

Sumano MC

RIO GRANDE DO SUL

Bê Smidt – Viridiana

Circuito Orelhas

Dessa Ferreira

Feijoada Turmalina

Gravina DasMina

Lanceiros Negros: aceleradora cultural

Pâmela Amaro – Samba às Avessas

Uma Sinfonia Diferente

Fonte: Agência Estado

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

13 − 10 =