Níveis dos rios continuam em estado de atenção

Rios estão com baixo volume devido à falta das chuvas(Foto: Amanda Vieira/JP)

Os níveis dos rios Piracicaba e Corumbataí, responsáveis pelo abastecimento da cidade, continuam em estado de atenção. Segundo medição do Consórcio PCJ (Bacias dos rios Piracicaba-Capivari-Jundiaí) a vazão do Corumbataí ontem (8) no posto de captação do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) foi de 3,76 m3/s e a do Piracicaba, na rua do Porto, 20,3m³/s.

“Essas vazões indicam que os níveis dos dois rios estão em estado de atenção”, explica o coordenador de projetos do Consórcio PCJ, José Cezar Saad.

Pelo baixo volume de chuva na região, as vazões dos rios começaram a cair em março. Em abril e maio, segundo Saad o nível pluviométrico continuou abaixo da média histórica. “Apenas no mês de junho tivemos chuva total próximo da média, contudo em apenas três dias é que tivemos índices pluviométricos acima de 5 mm”, comenta.

Com isso, diversos bairros da cidade enfrentam a falta d’água. Com previsão de chuva para daqui a 13 dias (confira em reportagem nesta edição), o desabastecimento em regiões da cidade vais ser uma realidade até que a estiagem termine, do meio para o final de outubro, segundo a autarquia.

“O Semae está trabalhando para aumentar a produção, porém, a regularização completa do abastecimento de água só vai ocorrer no final da estiagem, provavelmente na segunda quinzena de outubro”, informa a nota.

O Semae previa que o problema fosse resolvido na segunda quinzena de setembro. Mas as expectativas para este mês não são boas, segundo o coordenador do Consórcio PCJ. “Estamos vivendo um período bastante seco, e as chuvas que possibilitariam o aumento das vazões nos rios e a recarga dos aquíferos não estão sendo suficiente e, ainda por cima, mal distribuídas”, comenta Saad.

De acordo com o DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), com objetivo de aumentar a segurança hídrica, estão em obras a construção dos reservatórios de Pedreira e Duas Ponte – em Amparo – e que entre as 20 cidades integrantes da Bacia PCJ Piracicaba vai ser beneficiada. Os reservatórios terão capacidade de armazenamento útil de 85 bilhões de litros de água, segundo informou o DAEE.

Andressa Mota

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

12 − 8 =