Noronha: paraíso tropical e sem covid-19

Arquipélago de ilhas tem Selo Turismo Seguro e pode ser visitado

Fernando de Noronha é um lugar para poucos, tendo sua própria moeda e com preços altos para passeios e refeições se comparado com o resto do país, mas o arquipélago ainda é desejado por muitos, pois tem vistas paradisíacas, mares completamente limpos, animais silvestres e ameaçados em extinção e focada quase que completamente para o turismo e para a pesquisas científicas.
De origem vulcânica no Oceano Atlântico, Fernando de Noronha fica a cerca de 545 km do Recife e a 360km de Natal, é famosa pelas suas praias. Na votação popular do site internacional de viagens Tripadvisor, a Baía de Sancho foi eleita a terceira melhor praia do mundo em 2021. Nas últimas cinco edições foi eleita como a primeira.
O arquipélago também tem construções históricas, como o Forte de São Pedro do Boldró, construído no século XVIII, dezenas de trilhas e um polo gastronômico para todos os gostos, assim como hotéis e pousadas.
A trilha do Atalaia, no Parque Nacional, é uma das formas de explorar a ilha, mas precisa ser agendada com antecedência, assim como nas águas transparentes da Baía do Sueste, ideal para mergulho livre. A prática de snorkel também é uma opção de diversão no arquipélago.
A forma de chegar à ilha são por meio de vôos e embarcações, nas capitais citadas anteriormente existem vôos direto para Fernando de Noronha, mas até poucos meses atrás o arquipélago estava fechado para visitantes devido ao Covid-19.

VIAGEM SEGURA

A ilha mais cobiçada pelos turistas brasileiros, atualmente, recebeu, neste mês de setembro, o selo internacional ‘Safe Travels’(viagens seguras), homologado pelas entidades internacionais de saúde e de turismo e que chancela Noronha como local seguro para turismo.
Este selo só foi possível porque Fernando de Noronha vacinou cerca de 90% da população adulta local já contra a Covid-19. Para receber o selo, o destino tem que obedecer todos os requisitos exigidos pelo Governo do Estado. Entre as obrigações que municípios devem cumprir, estão: adesão de ao menos 10% dos estabelecimentos da localidade ao Selo Turismo Seguro; manter regularidade na fiscalização dos serviços e equipamentos pela Vigilância Sanitária local; possuir no mínimo 20% das empresas locais voltadas ao segmento registradas no Cadastro Nacional do Turismo do Ministério do Turismo, o Cadastur, entre outras.
“A responsabilidade e o compromisso do trade com o comprimento do protocolo trouxe para Fernando de Noronha esse reconhecimento de destino seguro. Graças ao esforço de todos, os turistas podem se sentir mais seguros aqui. E isso é muito bom”, diz Adriana Flor, presidente da Associação das Pousadas de Fernando de Noronha (APFN).
Todos os viajantes precisam levar suas carteiras de vacinação.
Para os viajantes que não contraíram Covid-19, um teste RT-PCR (do nariz e garganta) de ser feito 48 horas antes da data da viagem e apresentar o resultado negativo no embarque, no aeroporto de origem. Uma cópia impressa precisa ser entregue no desembarque em Noronha.
Já as pessoas que já tiveram o novo coronavírus, elas devem apresentar no embarque de origem o teste RT-PCR com mais de 20 dias e menos de 90 dias ou exame sorológico quantitativo de IgG com menos de 90 dias.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

dez + 10 =