Novo comandante do 10º BPM/I vai mirar nos indicadores

O tenente-coronel Alexandre Luiz Bergamasco Pedro vai focar na missão de manter a queda dos principais indicadores criminais. Tarefa essa, que entende que não será fácil, pois os 11 municípios, atendidos pelo 10º BPM/I (Batalhão da Polícia Militar do Interior), com sede em Piracicaba, a diminuição está ocorrendo ao longo dos anos.

A última estatística divulgada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública) registrou a queda em 25% nos casos de furtos de veículos de janeiro a março de 2021 em comparação ao mesmo período do ano anterior, em Piracicaba.Foram 1.432 em 2020 e 1069 em 2021. Outro destaque fica por conta dos roubos outros (que envolvem ações criminosas em empresas, residências ou pedestres) que caiu de 1.560 para 1.237 (20%).

“Realizamos o acompanhamento semanal de todos os indicadores e usamos nossas ferramentas para o direcionamento do patrulhamento para determinados locais específicos”, disse Bergamasco.

O comandante adiantou que irá atuar nas ações de prevenções, com o reforço do policiamento nas ruas, bem como as ações com outros órgãos e forças policiais para conter os “pancadões”, que concentram abusos no trânsito e excessos com bebidas e drogas, principalmente nesta época de pandemia”.

Bergamasco ressaltou a necessidade de também combater o microtraficante, pois indiretamente abastece outros crimes como roubos e furtos para custear o vício. Assim como outras ações para coibir furtos de cabos, pois são vendidos a R$ 32 o quilo.

“Vamos tentar chegar a quem comete o crime e também no receptador, que abastece esse círculo vicioso”, afirmou. Outro ponto enfatizado pelo comandante se refere a intensificação das prisões de foragidos da justiça, pois de acordo com as análises da corporação, eles tendem a cometer outros crimes. “Acompanhamos que nas ruas, eles tendem a realizar nossos crimes”, relatou.

 Bergamasco disse aindarelatou que em um segundo momento vai desenvolver ações voltadas à pessoas em vulnerabilidade que são crianças, idosos e mulheres vítimas de violência, que foi tema de seu doutorado na Polícia Militar.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

13 − 5 =