O ginasta piracicabano Diogo Soares fica na 20ª colocação na final da ginástica

Diogo Soares nas Olimpíadas de Tóquio - Crédito foto: Reuters/Lindsey Wasson

A equipe brasileira de ginástica artística, na categoria masculina, saiu do Centro de Ginástica Ariake, nesta quarta, dia 28, sem nenhuma medalha no peito no individual geral, na Olimpíada de Tóquio-2020.

As três primeiras colocações no pódio foram o japonês Daiki Ashimoto (medalha de ouro), o chinês Xiao Ruoteng (prata) e o russo Nikita Nagornyy, atual campeão mundial e medalha de bronze em Tóquio.

O ginasta Caio Souza esteve bem no começo das apresentações, principalmente nas argolas e no salto, suas provas preferidas no Circuito Mundial. Ao final da prova, ele ficou em 17º lugar com a somatória de 81.532 pontos. O atleta brasileiro foi bastante penalizado no cavalo com alças após uma queda que lhe custou muitos pontos.

O estreante na competição olímpica, o piracicabano Diogo Soares foi cauteloso nos movimentos e terminou a prova feliz com o seu resultado.

 “Eu estou muito feliz com as minhas series. Tive alguns errinhos aqui, ou ali. Alguns aparelhos que eu tirei mais nota na classificatória, outros menos. Mas no geral estou bem feliz. Eu consegui aumentar a pontuação e era isso que eu queria alcançar.” – disse o atleta, que terminou em 20.º lugar na classificação geral com 81.198 pontos.

Edilson Morais

[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

um × 5 =