Nenhuma movimentação tem sido registrada no local (Foto: Amanda Vieira/JP)

A uma semana do fim de julho, ainda nenhum sinal do início da reforma do complexo Aquático Dr. Samuel de Castro Neves, anexo ao estádio Barão da Serra Negra, no Bairro Alto. O serviço na piscina municipal, que foi estipulado pela prefeitura para começar neste mês, de acordo com assessoria de imprensa da Administração Municipal, ainda depende de trâmites legais junto à empresa vencedora da licitação, Spalla Engenheria Eireli.

O Jornal de Piracicaba acompanha a paralisação das atividades e a previsão de obras no local desde 2018. Desde aquela época, a piscina municipal foi esvaziada e as aulas de natação foram transferidas para locais parceiros do poder público – no momento suspensas devido à pandemia da covid-19.

Outro problema do local é a formação de enormes possas de água no tanque vazio após chuvas. A água parada, propícia à procriação do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue), perdura até evaporar, sem manutenção da prefeitura, relatam moradores de prédios do entorno do complexo.

O contrato, no valor de R$ 1.292.633,48, para o que a Prefeitura chama de “modernização” do complexo, foi assinado no mês passado. Os recursos são oriundos do Financiamento à Infraestrutura do Governo Federal e emendas parlamentares, como do deputado federal Gilberto Nascimento (PSC). O prazo de vigência do contrato é de 180 dias, contados da data de emissão da Ordem de Serviço (OS), podendo ser prorrogado.

O novo projeto, explica a prefeitura, aproveitará o tanque existente da piscina atual para a construção de uma piscina semiolímpica, de dimensões 25 x 25 metros. “Atenderá com tranquilidade a demanda das aulas de iniciação e treinamento de atletas, já que ainda possuirá dimensões oficiais. Atenderá, ainda, a realização de eventos e terá menor custo de manutenção”, destacou o poder público à época da assinatura do contrato.

Uma outra piscina será construída para atender as aulas de hidroginástica, principalmente de grupos da Terceira Idade e outras atividades. Também serão instalados, no local, bancos em alvenaria e um espaço em forma de galeria técnica, para facilitar a vistoria e manutenção das novas piscinas.

A Prefeitura também vai consertar ou substituir, se necessário, o piso do entorno, vai reformar os vestiários superiores e as demais piscinas do local (biribol e adaptada).

Erick Tedesco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + treze =