Operação “Carnaval Mais Seguro” começa neste sábado

Atuação dos policiais será intensificada (Claudinho Coradini/JP)

Os policiais militares do 10º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) e do 10º BPM/I (Batalhão da Polícia Militar do Interior) de Piracicaba participam a Operação Carnaval Mais Seguro, que começa neste sábado (15) em todo Estado  e se encerra no domingo (16). A atividade recomeçará nos períodos de  21 a 26 de fevereiro e de 29 de fevereiro a 1º de março. A operação envolverá, em média, 15 mil policiais por dia. A SSP (ecretaria de Segurança Pública) mapeou um total de 2.815 eventos carnavalescos que vão ocorrer em todas as regiões do estado.



“Fizemos um planejamento especial para tornar o carnaval de São Paulo o melhor do país. Além de monitoramento nas estradas e de reforço nos transportes de grande capacidade, montamos uma mega operação policial preventiva. Drones, helicópteros e equipamentos de reconhecimento facial, além de sete delegacias da mulher, funcionando 24 horas por dia, contribuirão para melhorar a segurança dos que vão às ruas para curtir o carnaval”, disse o governador João Doria (PSDB) durante o anúncio da operação que ocorreu na última sexta-feira (14).

As ações preventivas e ostensivas serão intensificadas para combater crimes, inclusive os de cunho sexual. Haverá postos de apoio nos principais corredores de desfiles de blocos e no Sambódromo, além de tendas com ao menos uma PM feminina para acolhimento a mulheres vítimas de assédio ou em situação vulnerável.

O secretário da SSP, general João Camilo Pires de Campos disse que o Carnaval no Estado de São Paulo se tornou em um megaevento. “Serão 2.215 eventos realizados no Estado, com apoio de 188 guardas civis municipais. A Polícia Militar atuará no patrulhamento ostensivo e reforçará as ações durante a operação, incluindo as tropas especializadas”, afirmou Campos.

DIREÇÃO SEGURA

A Operação Direção Segura também será realizada no período em 135 pontos de fiscalização diários em vias urbanas e rodovias para coibir infrações de trânsito e flagrar motoristas alcoolizados. Os plantões em delegacias e distritos policiais serão aprimorados e reforçados, inclusive com uso do novo Sistema de Reconhecimento Facial para buscar procurados pela Justiça e pessoas desaparecidas.

Cristiani Azanha

[email protected]