Orçamento de R$ 8,64 bi tem audiência na Câmara

Foto: Alessandro Maschio/JP

Com a participação do prefeito Luciano Almeida (DEM), o legislativo sediou ontem a audiência pública para apresentação do Plano Plurianual (PPA) – documento que define os objetivos e prioridades do governo – para o período de 2022 a 2025, deliberações e discussões das emendas – 41 ao todo. O prefeito apontou que o orçamento é conservador, mas não é a única fonte de recursos do município, isso porque foi questionado pela vereança sobre poucos recursos destinados às áreas de planejamento, moradia popular e cultura.

O prefeito disse que o objetivo é “melhorar a arrecadação, ser eficiente com os gastos públicos e prestar o melhor serviço à sociedade”. Ele disse que o PPA traz números e indicadores “bem tranquilos, para que a gente tenha a capacidade mínima de executar o que estamos propondo”.

Pedro Kawai (PSDB) se mostrou preocupado com o fato de a área de turismo sair da atual pasta da Semactur (Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo) – o que levaria a cultura a perder recursos. A vereadora Rai de Almeida (PT) e Silvia Morales, do mandato coletivo A cidade é sua (PV) se dividiram entre as preocupações com baixa orçamento para Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional) e Ipplap (Instituto De Pesquisas E Planejamento).

Dos R$ 8,64 bilhões para investimentos durante os próximos quatro anos – a contar de 2022 – saúde deve ficar com 30,72% dos recursos, educação com 29,45%, meio ambiente com 9,47%, finanças com 5,60%, trânsito e transportes com 4,20% e obras com 3,81%. As demais secretarias, juntas, representam os 16,76% dos recursos restantes, mostra um balanço da Câmara Municipal.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

7 + 17 =