Orgulho de representar Piracicaba

Tenho a imensa alegria e orgulho de ter nascido em Piracicaba, no Distrito de Artemis. Minha ligação com essa nossa Piracicaba, de terra boa, é profundamente emocional e em toda a minha vida e tem sido meu porto seguro. Todo o meu esforço e dedicação como professora, Presidenta da APEOESP e, agora, Deputada Estadual tem se voltado para minha querida Piracicaba e toda a região, claro, sem nunca perder a perspectiva mais geral do nosso Estado de São Paulo.

Como professora, dediquei anos felizes da minha vida à tarefa de educar adolescentes e jovens piracicabanos. Eu sempre brinco que gostava mesmo era dos mais difíceis, porque representavam para mim um doce desafio. E como ficava exultante ao final de um período ao verificar que tinha despertado em muitos deles o genuíno interesse pelo conhecimento! Como me sinto feliz de reencontrar muitos deles já adultos, em boas carreiras profissionais, pais e mães de família, vivendo um futuro que ajudei a construir.

Acredito que representar o povo de Piracicaba na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, além de uma honra que muito me orgulha, é um verdadeiro dever com essa cidade que tanto me proporcionou. Por meio de projetos, requerimentos, emendas parlamentares e ações diárias, tento retribuir com políticas públicas um pouco do que recebi, porque conheço a gente piracicabana, suas necessidades e seus sonhos.

Nesse momento de pandemia, tenho consciência das enormes carências de nossa população mais pobre, mais vulnerável, e por isso tento ajudar. Lamento profundamente que o Governo do Estado e o Governo Federal não façam tudo o que está aos seus alcances para minorar o sofrimento do nosso povo. Particularmente, me empenho para fazer a minha parte, mas sei que é pouco diante de tantas necessidades.

Por isso fiquei chocada e emocionada quando a insensibilidade da justiça e do Governo de Estado Enviou a tropa de choque para desalojar os moradores da comunidade de Taquaral no último mês de maio. Como pode um governante eleito pelo povo mobilizar a força policial para tirar de suas casas idosos, crianças, mulheres e homens trabalhadores em nome de restituir a propriedade a alguém que não está fazendo uso dela, em plena pandemia de coronavírus? Agradeço imensamente ao pastor Carlos Rocha, que cedeu espaço na sua igreja para abrigar essas pessoas.

Ao mesmo tempo, Piracicaba, uma das maiores cidades do nosso Estado, vem desenvolvendo seu imenso potencial econômico, cultural, turístico, educacional, resultado do trabalho incansável de tantos homens e mulheres aqui nascidos e de tantas outras pessoas que vieram de outras terras para aprender a amar essa linda cidade. Como não se apaixonar pelo Engenho Central, pela Rua do Porto, pelo nosso XV de Novembro, nossa Esalq, pelas nossas praças tão lindamente arborizadas, pelos nossos casarões que exalam toda a história aqui havida e vivida?

Sou piracabana de nascimento e de coração. Sou inteira de Piracicaba. E tenho imenso orgulho de poder contribuir para que essa nossa cidade seja cada vez mais bela, mais hospitaleira e mais justa.