Os 116 no dia dos 119

Não se trata se artigo sobre matemática, mas recontando um pouco da história da política de Piracicaba a. algumas décadas, um impasse criado pela prefeitura, a partir de um edital equivocado, acabou levando à demissão, 116 Guardas Municipais contratados em concurso público e demitidos posteriormente, pelo fato de o edital do concurso estabelecer que só poderiam ser contratados os profissionais que residissem em Piracicaba.
No aniversário dos 119 anos da nossa gloriosa Guarda Municipal de Piracicaba, lembrei-me do episódio durante a fala que fiz, por ocasião da efeméride. Foi por conta da luta do advogado Osmir Bertazoni, que impetrou ação contra o prefeito da época, que a justiça se fez. Ouvidas todas as instâncias, prevaleceu a orientação do Sindicato local sobre a decisão do então prefeito da época. E os guardas foram mantidos pelo concurso, nos seus cargos conquistados entre provas diversas. De conhecimentos e aptidões.
E é nesse vai e vem da história, que pude rever na ocasião muitos velhos amigos, de jornadas importantes da política local e destacar um pouco da minha trajetória e parceria com a política Guarda municipal. Lembrei-me também na ocasião, que num evento de apuração dos resultados do carnaval no nosso ginásio Waldemar Blatkauskas, eu ainda apenas um jovem radialista da cidade, tive que intervir em favor da nossa Guarda junto ao comando da Policia Militar, para que os profissionais não fossem afastados da proteção aos presentes num jogo de basquete que ocorreu naquele local. A legislação impedia a boa convivência entre as corporações.
O tempo passou e hoje, irmanadas, Guarda Municipal, Polícia civil e Militar, andam de mãos dadas pelas cidades, exercendo seu poder em defesa dos nossos cidadãos e tornando Piracicaba numa referência de bem viver, de convivência fraterna. E com suas mazelas, como boa parte dos municípios brasileiros.
Entre honrado e muito feliz, entreguei ao Comandante da nossa guarda, o capitão Sidnei Nunes e ao prefeito Luciano Almeida, a homenagem da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo no palco do “Erotides de Campos’, enquanto a renovada banda da corporação seguia com seus hinos e músicas tradicionais para aa ocasião.
Destaquei também a importância de verba através de emenda parlamentar que enviei a Piracicaba, para a construção do Centro de Treinamento de Tiro, que servirá não só as corporações locais de segurança, mas a todo]as às demais cooperações da cooperação necessário aperfeiçoamento profissional. Dos nossos quadros.
Importante também que se diga que, nesses meus anos todos da política local, como vereador e agora exercendo mais um mandato como deputado estadual, do meu engajamento em vários segmentos da sociedade local, entre os quais destaco meu carinho especial por esta corporação, uma das mais antigas do nosso Estado e uma das 202 existem no Estado de São Paulo. Vi a GM crescer, se consolidar, sair de prédios improvisados para instalações próprias, ampliar seu efetivo, partilhar ventre homens e mulheres a bravura como o ponto determinante para assumirem este compromisso com a sociedade local.
Ou, como destacou nosso comandante Sidnei Nunes, “o profissional que vem atuar na nossa corporação não veem por que vai ganhar. Mas o intuito nosso é o de bem servir a nossa população. O maior traço na personalidade de todos é a bravura.” A mesma bravura com a qual lutou um dia o nosso Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais e que hoje também é uma referência de competência na condução da política dos servidores de nossa cidade.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois + dezesseis =