Os impactos da maternidade na vida e carreira das mulheres e como conciliar ambas as áreas

Foto: Freepik

Mesmo com as mulheres ocupando com destaque o mercado de trabalho, a maternidade ainda é um desafio

Unir o lado mãe com o profissional não é uma tarefa fácil. Esse processo pode começar com desafios que surgem após o retorno da licença-maternidade ou às vezes, aparecem até antes mesmo do nascimento do filho(a), que levam às mulheres a questionar sobre sua permanência na empresa e como ela será, por exemplo.

Isso ocorre porque o Brasil traz a seguinte realidade sobre as mulheres que se tornam mães: segundo pesquisa Licença-maternidade e suas consequências no mercado de trabalho do Brasil, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), 48% das mulheres são demitidas após o retorno ao trabalho.

Em tempos de novos modelos no mercado de trabalho, definidos pela expansão da tecnologia, essa errônea decisão do empregador poderia ser evitada com um simples ajuste, adaptação e preparo da empresa e equipes para o retorno dessas profissionais após o período de licença-maternidade. No que tange esse pressuposto, a psicóloga clínica e organizacional Munique Brandão, em entrevista ao Jornal de Piracicaba, compartilhou algumas dicas às profissionais e mães para o equilíbrio da carreira com a vida pessoal.

TENHA UMA REDE DE APOIO
Ter pessoas ou entidades que dão suporte a alguém — é um dos primeiros passos, pois ela pode ajudar a diminuir a sobrecarga das mulheres. Desse modo, elas têm mais tempo para se dedicar a outras atividades, como carreira, lazer, entre outras coisas. Além disso, a rede de apoio permite que essas mulheres descansem e evitem um esgotamento mental.

ENCONTRE EMPRESAS QUE PROMOVEM A DIVERSIDADE
Encontrar empresas pró-diversidade também pode ser uma excelente alternativa, pois, em geral, essas empresas entendem a importância dessa causa e promovem ações que buscam diminuir essa desigualdade desde os processos seletivos até no dia a dia do trabalho. Não tenha medo de procurar empregos que se encaixem melhor em uma realidade materna.

BUSQUE TRABALHOS MAIS FLEXÍVEIS
Depois da pandemia, o home office acabou se tornando uma realidade mais presente nas empresas e ele pode ser uma alternativa muito interessante para quem tem filhos, pois oferece maior flexibilidade tanto de horários quanto de locomoção, além de poupar tempo e gastos para os pais.

NÃO SE CULPE
O lema “eu do conta de tudo” é extremamente perigoso, o reflexo disso é o extremo cansaço físico e mental, além daquela sensação de não ‘desligar’ nunca, o que acabou exaurindo muitas mães. Não se culpe por também focar em sua carreira, pois a criação de filhos não é uma responsabilidade exclusiva da mulher, portanto, divida esse trabalho com sua rede de apoio e entenda que a pressão social é a principal responsável por essa culpa.

Laís Seguin
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 − 1 =