Padeiro é acusado de se recusar a fazer pão no ‘padrão’ e agride funcionária

Caso foi registrado no plantão policial (Claudinho Coradini/JP)

Um padeiro de 33 anos foi acusado de agredir uma funcionária após uma discussão que teria ocorrido dentro de uma padaria, no Centro, na manhã de sábado (1º). Ele teria se desentendido com o proprietário pelo estabelecimento após se recusar a fazer pães foram do ‘padrão’.  O caso foi parar na delegacia, após o registro do boletim de ocorrência sobre lesão corporal e ameaça.

De acordo com o boletim de ocorrência, o padeiro teria se alterado após se recusar a elaborar os pães no padrão exigido pelo responsável pelo estabelecimento e em seguida teria ameaçado de morte o proprietário e sua esposa. Uma funcionária tentou acalmá-lo, mas acabou sendo agredida no braço com uma barra de ferro. Em seguida, as vítimas estiveram no plantão policial para registrar o caso.

A funcionária foi levada para atendimento no COT (Central de Ortopedia e Traumatologia), onde recebeu atendimento e liberada em seguida. O padeiro não foi localizado para comentar sua versão sobre o ocorrido.

 

Cristiani Azanha

[email protected]