Salesiano ficou cinco anos no Colégio Dom Bosco; Estudantes fazem homenagem. (foto: Claudinho Coradini/JP )

Após cinco anos de trabalho em Piracicaba, o diretor de pastoral do Colégio Dom Bosco, padre salesiano Rafael Galvão Barbosa, 37, prepara as malas para outra missão.

Em setembro, ele viaja para a Itália, onde se dedicará por três meses ao estudo das missões salesianas e depois segue para São Paulo, onde irá desenvolver o trabalho iniciado em Piracicaba.

Na cidade em que atua desde sua ordenação em 2014, ele vai deixar ensinamentos e muitas saudades. Durante o período em que trabalhou em Piracicaba, o religioso conquistou estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Para estes jovens, a presença do padre não se resumia apenas às aulas da catequese. Esporadicamente, grupos de até 200 estudantes seguiam com padre Rafael para cidades da região, onde participavam de missões que incluíam abençoar os lares visitados, preparação das celebrações e atividades recreativas com as crianças da localidade em que estavam.

O trabalho não se resumia às questões cristãs católicas, mas sobre propostas de vida, as escolhas nessa fase de conflitos internos que as crianças e os adolescentes vivenciam, tratava sobre projetos de vida”, sintetizou ao falar do trabalho com os jovens piracicabanos.

Nos vídeos produzidos nas missões, o relato dos jovens participantes mostra o resultado do trabalho desenvolvido pelo salesiano. “Um sentimento de transformação mesmo, porque você se sente outra pessoa no momento em que conhece a realidade do outro”, afirma um estudante.

Muitas pessoas têm muito pouco e mesmo assim elas agradecem e são muito felizes e a gente só tem a aprender com elas, afirma uma aluna participantes de uma das missões. O padre destaca que o intuito do trabalho com as missões era justamente esse, dar a esses jovens uma vivencia diferenciada da que eles estão acostumados, reforçando as noções de voluntariado, escolhas e projetos de vida.

Rafael fala com orgulho das suas atividades e de como recebeu um retorno positivo dos alunos (algo já previsível), mas também dos pais. “Eu fiquei muito feliz de ouvir dos pais o quanto o meu trabalho ajudou os seus filhos, e é esse sentimento de gratidão e de ter sido muito bem acolhido, que levo de Piracicaba”, afirmou.

Antes de partir para a Europa, o padre será homenageado pela Câmara de Vereadores de Piracicaba com a medalha de honra ao mérito pelos serviços prestados à comunidade. “Eu me emociono muito só em falar em deixar as crianças e pelos pedidos para ficar e perguntas se eu não gosto mais delas”, afirmou.

Beto Silva
[email protected]

3 COMENTÁRIOS

  1. Incrível tudo que fez por aqui, agora segue pra esse mundo que está cheio de pessoas esperando pelos seus ensinamentos. E eu estou feliz porque Deus na sua bondade infinita nos deixa o Padre Mauro (bençãooooo), padre Alcyr e tantos outros que com muita sabedoria continua nos encantando.
    Deus te abençõe.

  2. Continuando educação proposta por João Bosco. Parabéns. Levar Jesus aos adolescentes, educação missionária, são propostas que quase sempre ficam no papel

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito + dezesseis =