Palmeiras enfrenta o River Plate na Argentina pela semifinais da Libertadores

Palmeiras busca chegar a sua quinta final de Libertadores Foto: Cesar Greco

As semifinais da Taça Libertadores 2020 começam nesta terça-feira (5), às 21h30, com a partida entre o atual vice-campeão e presente em sua quinta semifinal nos últimos seis anos, River Plate-ARG, contra o Palmeiras, que luta para voltar a decisão após 21 anos. O jogo será no Estádio Libertadores de América, em Avellaneda, casa do Independiente-ARG, já que o estádio do River, o Monumental de Núñez, está passando por obras.

O Verdão, que em seu último jogo eliminou o América-MG e se classificou para a final da Copa do Brasil, teve o retorno dos jovens atacantes Gabriel Veron e Gabriel Silva ao gramado no último treino no Brasil. O meia Zé Rafael voltou a participar da atividade e também deverá ser opção para o técnico Abel Ferreira.

O Palmeiras embarcou para a Argentina na tarde do último domingo (3), e contou com a presença de sua torcida, já que, antes do embarque, membros da torcida organizada Mancha Alviverde apoiaram a delegação no Aeroporto de Guarulhos. Dezenas de membros estavam na estrada de acesso ao aeroporto, com bandeiras, fogos de artifício e instrumentos, cantando músicas de incentivo quando o ônibus do Palmeiras passou. A entidade publicou vídeos em suas contas nas redes sociais.

O Verdão disputa a sua oitava semifinal de Libertadores e a segunda contra o rival argentino. O primeiro confronto entre eles nesta fase foi justamente em 1999, ano do primeiro e único título do Alviverde na Libertadores. No jogo de ida, em Buenos Aires, o River Plate venceu por 1 a 0, gol de Berti, mas o Palmeiras deu o troco e se classificou em São Paulo, com uma vitória por 3 a 0, com dois gols de Alex e um de Roque Júnior.

Nas outras semifinais do Verdão, ele eliminou o Independiente Santa Fé-COL (1961), Peñarol-URU (1968) e o rival Corinthians (2000), além de ter sido eliminado pelo Nacional (em 1971, em um triangular que também contou com o Universitário-PER) e duas vezes pelo Boca Juniors-ARG (2001 e 2018).

O River Plate novamente será comandando pelo técnico Marcelo Gallardo, que dirige a equipe desde junho de 2014 e já conquistou diversos títulos no clube, entre eles as duas últimas Libertadores da equipe argentina, enquanto o Verdão, mesmo conquistando títulos no período, teve 11 treinadores efetivados e 12 trocas no período, com a última efetivação ocorrendo no fim de outubro, quando o português Abel Ferreira chegou para o lugar de Vanderlei Luxemburgo, demitido 15 dias antes. Nesse período o Alviverde foi comandando pelo auxiliar Andrey Lopes, o Cebola.

O River Plate esteve 19 vezes na fase semifinal da competição (contando triangulares e quadrangulares), e obtém sete classificações, em 1966 (quadrangular semifinal), 1976 e 1986 (ambos triangulares semifinal), 1996, 2015, 2018 (eliminando o Grêmio-RS) e em 2019. As eliminações foram em um quadrangular (1967), três triangulares, em 1978 (no qual contou com o Atlético-MG), 1982 (o Flamengo-RJ também esteve na disputa) e 1987, além de oito eliminações em chaves com duas equipes, sendo três desses confrontos contra brasileiros: Vasco-RJ em 1998, o próprio Palmeiras em 1999 e São Paulo em 2005. Curiosamente todos esses times foram campeões após eliminar o River. As outras eliminações foram em 1970, 1990, 1995, 2004 e 2017.

Mauro Adamoli

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

cinco × 3 =