Pandemia: Presídios de Piracicaba realizam mais de 200 videoconferências por semana

0
369 views
Juízes, promotores, advogados, psicólogos têm acesso ao preso sem saírem de casa (Amanda Oliveira/CRC/SAP)

A Penitenciária Masculinha e CDP (Centro de
Detenção Provisória) Nelson Furlan de Piracicaba tem realizado mais de 100 atendimentos por videoconferência durante a semana em várias áreas como jurídica, psicológica e alguns casos direcionados à saúde. A medida foi adotada como isolamento social por conta da prevenção à contaminação da covid-19. A ferramenta utilizada é o Microsoft Teams.

O diretor do CDP Mauricio Arantes Romero Gonçalves disse que a tecnologia, permite, por exemplo, que juízes, promotores e defensores podem ter contato com os presos sem saírem de casa.

Presos têm alguns atendimentos na área de saúde (Amanda Oliveira/CRC/SAP)

“Essa alternativa evita o deslocamento dos reeducandos e funcionários em ambientes externos à unidade, além de evitar a aglomeração”, afirmou o diretor.

Segundo ele, todos os direitos constitucionais como a ampla defesa e contato reservado com adogado, são mantidos.

Somente na última semana, a unidade agendou 130 atendimentos diversos.

Antes da pandemia, a unidade já realizada as teleaudiências, mas em outro formato. Uma sala era adaptada, geralmente na sala do juiz, onde promotor e advogados ficavam em um mesmo ambiente e se comunicavam com os reclusos nas unidades.

PENITENCIÁRIA

Na Penitenciária Masculina, os atendimentos por videoconferência foram implantados desde abril deste ano. O primeiro atendimento na modalidade virtual ocorreu na Penitenciária no dia 30 de abril, onde um oficial de Justiça fez a citação de um recluso e, a partir desta data, as videoconferências vem ocorrendo diariamente. No período de uma smena foram realizados 70 atendimentos somente por oficiais de Justiça.

A partir de segunda-feira (25), ocorreram as primeiras audiências judiciais e estão agendados os primeiros atendimentos pela Defensoria Pública e advogados, com a previsão de ultrapassarem100 atendimentos até esta sexta- feira (29).

De acordo com a direção, além dos atendimentos já citados, está em estudo pela Funap (Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel”), os atendimentos jurídicos, via videoconferência, pelos advogados daquela Fundação e poderá ser mais uma instituição a utilizar-se dessa ferramenta virtual para atendimentos jurídicos de reclusos da Penitenciária.
Para atender essa demanda crescente a Penitenciária de Piracicaba vem aumentando sua capacidade de aparatos tecnológicos, bem como providenciando mudanças estruturais, observando todas as normas que o novo processo requer, buscando suprir as necessidades de atendimento mas também proporcionar uma maior segurança na movimentação interna dos reclusos, sendo que a previsão atual é a realização de até quatro atendimentos simultâneos, com qualidade e segurança.

Cristiani Azanha

[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × três =