Esta é a segunda obra de sua autoria que o escritor faz questão de encaminhar ao papa. (Foto: Claudinho Coradini/JP)

No próximo dia 25 de novembro, o escritor Ademir Barbosa Júnior (Dermes) enviará ao Papa Francisco um exemplar de seu novo livro ‘Peregrinas de Aparecida – pelas águas de Oxum’.

Em 2015, o autor havia remetido ao Papa um exemplar do seu ‘Dicionário de Umbanda’, o qual foi entregue ao Pontífice, conforme a carta da Secretaria de Estado do Vaticano. Segundo o autor, o Papa Francisco é bastante afeito ao diálogo inter-religioso. “Foi o primeiro papa a receber um sacerdote das religiões tradicionais de terreiro, o candomblecista Babalaô Ivanir dos Santos, no Rio de Janeiro, em 2013,” conta Ademir Barbosa.

‘Peregrinas de Aparecida – pelos caminhos de Oxum’ será lançado na cidade de São Paulo dia 23 de novembro e em Campinas no dia 30, num evento inter-religioso.

O livro apresenta 16 narrativas, cada uma relacionada a uma mulher embarcada numa van em peregrinação a Aparecida. O ponto de partida da van é a Praça José Bonifácio, em Piracicaba.

A exaltação do feminino ocorre de diversas maneiras no livro, em especial pela devoção das personagens a Nossa Senhora Aparecida e ao Orixá Oxum ao qual a santa católica é sincretizada. A diversidade também é representada pela natureza das personagens: duas freiras com pensamentos distintos, uma travesti, uma garota de programa, uma dirigente espiritual de Umbanda e uma militante do Movimento Negro, dentre outras.

Sacerdote umbandista (Pai Dermes de Xangô) e um dos responsáveis pela Casa de Umbanda Piracicaba, o autor dedica o livro à Pastoral Afro da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Piracicaba. “São irmãos que sempre caminharam junto com as casas de Umbanda e Candomblé e os artistas da cidade em homenagem a Oxum, Nossa Senhora Aparecida e pela preservação do nosso rio. A homenagem é justa e sincera”, explica Dermes.

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis − 14 =