Pássaros precisam de cuidados

Foto: Pexels

Para quem é criador autorizado, precisa saber da importância de usar gaiolas e bebedouros de qualidade

Ter um pássaro como animal de estimação é mais comum do que a maioria pensa. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018, existem 39,8 milhões de aves morando em lares brasileiros. Não é a toa, pois são ótimos companheiros, contudo é preciso pesquisar bem antes de adquirir um, pois são criaturas delicadas e que exigem cuidados específicos.

O primeiro passo é compreender o valor a ser investido em materiais como: gaiola, comedouros e outros objetos para que a ave tenha um lar saudável. Outra questão fundamental é estimar o valor de rações e alimentação de qualidade, pois a dieta das aves deve ter como base a ração indicada para a espécie, sendo complementada com vegetais. “Você vai ter que comprar uma ração extrusada de qualidade. Esse animal precisa de uma dieta variada, saudável, a base da ração extrusada, com verduras, legumes e frutas. Além disso, são aves extremamente inteligentes, é um animal que demanda contato conosco, interação, brincadeiras. Isso custa tempo, custa dinheiro”, afirma a médica veterinária Bruna Barbosa.

GAIOLAS E ALIMENTADOR

Ao comprar uma gaiola ou viveiro, deve-se observar a qualidade do material, a facilidade de limpeza e o tamanho. “As aves têm um bico muito forte, então não adianta querer economizar comprando uma gaiola mais barata como essas de alumínio, porque com certeza elas podem destruir. E quando a gente pensa nessa destruição, não é só uma questão financeira. Às vezes elas engolem esse material, então temos dois problemas: o da destruição em si, que é meramente monetário, e o risco de ingestão de material metálico, que vai necessitar de atendimento veterinário urgente, muitas vezes comprometendo a própria vida do animal”, alerta Bruna.

Não somente as gaiolas, como os lugares aonde sua ave vai se alimentar precisa ser comprada para o tamanho e certo do animal, para que a ave tenha uma postura adequada ao se alimentar e evitar que ela defeque sobre esses objetos, contaminando alimentos e água. Em relação ao material, a opção mais recomendada é o comedouro/bebedouro de porcelana.

Larissa Anunciato
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quinze − 2 =