Paulo Vieira tempera com bom humor o novo reality de culinária do GNT

divulgação

Com seu humor debochado e risada solta contagiante, Paulo Vieira revela como será seu novo desafio na televisão, o de apresentador. O rapaz contou detalhes sobre o reality show de culinária Rolling Kitchen Brasil, que estreia às 21h30 desta quinta, 21, no GNT. Em um total de dez episódios, o programa coloca no palco dois casais de famosos para se enfrentar em uma disputa de culinária, na qual terão de preparar dois pratos diferentes, que serão avaliados pelos chefs Heaven Delhaye e Moacir Santana.

Em entrevista ao Estadão, Vieira revelou detalhes sobre sua nova empreitada na TV e o que isso representa em sua carreira. Nascido em Trindade, Goiás, mas criado em Palmas, no Tocantins, o ator, roteirista, cantor, compositor e humorista gosta de fazer graça com tudo e todos. Ao ser questionado, por exemplo, como ele foi parar no comando de um reality, a resposta, imediata, foi: “Com muita reza da minha mãe”. E despencou a rir da própria afirmação.

Em seguida, explicou que se surpreendeu com o convite e seus primeiros pensamentos foram: “Mais um programa de culinária?” e “Será que vou dar conta disso?”. Mas logo percebeu algo a mais no programa, que, sim, seria na linha de gastronomia, mas não apenas isso. “Era um programa de culinária, um game-show, e, além disso, era também sobre relacionamentos, com casais famosos fazendo pratos difíceis”, afirma.

No primeiro episódio, Vieira recebe Fábio Porchat e Nataly Mega, que enfrentam Tiago Abravanel e Fernando Poli. Em uma noite italiana, os dois casais terão de preparar nhoque e espaguete de abobrinha. Em meio à correria para conseguir realizar a tarefa, eles têm de lidar com a rotatividade do cenário. Ou seja, quando cada um está preparando seu prato, o cenário gira e eles têm de dar continuidade ao prato do outro. “Quando a pessoa está no meio do processo fazendo feijoada, por exemplo, a cozinha gira, então o parceiro que estava fazendo lasanha vai ter de fazer feijoada sem saber, pois eles não podem se comunicar.”

“Um amigo meu resumiu pessimamente o programa, dizendo que se trata de um Mestre do Sabor no cenário do Vai Que Cola”, conta Vieira, que se diverte com a definição. Mas o que ele quer mesmo é que “a comida seja tão boa quanto a do Mestre do Sabor e que a atração seja tão divertida quanto o Vai Que Cola”.

Vieira não é do tipo que mede palavras para contar algo sobre os bastidores ou para dar algum spoiler do novo reality, pelo contrário. E é assim que ele revela que ficou perplexo com a desenvoltura do colega e amigo Fábio Porchat. “Ele me surpreendeu muito, muito negativamente”, revela às gargalhadas. “Sabia que ele não sabia fazer nada, mas tanto nada eu não sabia, foi surpreendente.”

“Ele tinha de fazer um nhoque e a massa estava tão horrível que ele colocava na água e parecia que tinha botado em ácido sulfúrico, dissolvia, virou um mingau. Foi muito vergonhoso para ele. No final, até pedi desculpas para ele: “Em momento algum eu queria de humilhar, é que foi inevitável”. Mas se entrega ao dizer o quanto foi emocionante esse encontro com Porchat. “Torcemos sempre um pelo outro, ele é muito importante na minha vida.”

Além das brincadeiras, o reality ressalta a diversidade, pois “é um programa de casal e de todos os casais”, conta Vieira, que diz com orgulho que boa parte da equipe é formada por mulheres. Outro ponto que ele destaca é que, no final de cada episódio, “o casal vencedor escolhe uma instituição de combate à fome para ajudar com a doação de R$ 10 mil”.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Agência Estado

Leia Mais:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × cinco =