Penitenciária: mãe envia microcelular em pacote de balas pelos Correios

Encomendas foram enviadas pelos Correios (Divulgação/SAP)

Agentes de segurança penitenciária frustraram a entrega de um microcelular que foi colocado dentro de um pacote de balas, que foi enviado pelos Correios à um preso da Penitenciária Masculina de Piracicaba, no último sábado (29). Os funcionários da unidade passavam as encomendas recebidas  no aparelho de Raio-X. Eles constataram uma anormalidade nas imagens da embalagem enviada a um recluso pela sua mãe. Após os procedimentos de segurança, verificou-se que se tratava de um microcelular com um chip da operadora Vivo. O sentenciado teria confirmado que esperava receber a correspondência com o aparelho, que é considerado como ilícito.

Aparelho tem 7 centímetros (Divulgação/SAP)

A unidade enfatiza que os volumes recebidos pelos Correios são devidamente separados e ficam aguardando o período necessário, visando os protocolos para evitar a contaminação da covid-19. O aparelho foi levado ao plantão policial, onde foi apreendido. A unidade prisional também instaurou Procedimento Investigativo Disciplinar para apurar a participação do preso.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha

[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

18 + 13 =