Pensamentos positivos

Foto:> Pexels

Nas múltiplas dimensões em que a vida se expressa, movimentamo-nos entre pensamentos, desejos, ideais, anseios, emoções, lembranças, projetos, ações e reações.

Conquista da evolução, da mesma forma que os sentimentos, os pensamentos nos diferenciam dos demais seres do reino animal, os quais também os possuem, mais rudimentares. A capacidade de reflexão, ponderação, análise, dedução, raciocínio, pesquisa, interpretação, correlação e compartilhamento de dados, tudo isso é graças à mente humana. Mas o processo evolutivo não se restringe ao pensamento. Além das conquistas mentais existem outras, como expressões anímicas: intuição, sabedoria, amor. Daí a importância de se oferecer à mente, a partir do âmago do ser, conteúdos saudáveis e edificantes, curativos e libertadores.

Pensar de modo claro, lúcido e positivo é fundamental para a conquista, recuperação ou manutenção da saúde mental, tanto quanto para o estabelecimento de relações interpessoais harmoniosas. Quando estivermos mais conscientes do poder criativo do pensamento e de sua expressão através das ações, a educação certamente se ampliará, com especial atenção à qualidade daquilo que se oferece à mente, principalmente de crianças e jovens, cuja personalidade e caráter estão em formação e desenvolvimento.

Pensar é atributo de todo ser humano, mas pensar bem, no bem e para o bem reflete conquistas pessoais superiores. Pensamentos positivos e curativos podem ser aprendidos, cultivados e dinamizados por leituras, reflexão e compartilhamento de experiências, tanto quanto a mente pode ser purificada pela oração e pela meditação.

Qualquer pensamento, dependendo do seu teor, bem como da intensidade e persistência com que é emitido, influencia o ambiente. Por isso, no mundo atual, saturado de energias densas, destrutivas e doentias, manter o pensamento puro é de fundamental importância para o equilíbrio individual tanto quanto para colaborar na harmonização da humanidade e do planeta que habitamos.

Assim como um alimento estragado, se ingerido, provoca distúrbios ao organismo, pensamentos destrutivos e negativos, se acolhidos e cultivados, contaminam a mente, produzindo diversas disfunções.

Existe uma questão qualitativa em relação ao pensamento: pensar muito não significa pensar bem. Muitos de nós temos a tendência a pensamentos repetitivos, obsessivos, inúteis, superficiais, quando não perturbadores e disfuncionais, os quais produzem intoxicação mental e atrapalham o livre fluir das ideias.

Aquietar e purificar a mente é tão importante quanto pensar. Criar um espaço interior de silêncio, no qual a mente possa ser restaurada e curada, ao mesmo tempo que possam emergir novas ideias, intuições e inspirações, parece-nos essencial, especialmente na atualidade, em que estamos saturados de informações desnecessárias e inquietantes.

Com a finalidade de manter a mente saudável, importa selecionar o que nos chega do exterior, assim como filtrar o que provém de dentro de nós, ou seja, pensamentos e ideias que emergem de camadas profundas do nosso psiquismo. Trazemos no inconsciente imensa bagagem psíquica, nem sempre positiva, a qual, quando se exterioriza, aparece como pensamentos, impulsos, ideias ou desejos de variada natureza. Devido ao nosso nível de consciência muitas dessas expressões apresentam-se perturbadoras e conflituosas, o que reforça a necessidade de educação dos pensamentos, sua purificação e alimentação com novos conteúdos, mais saudáveis e harmoniosos.

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

nove − três =