Projeto já conta com cinco triciclos, com o sexto a caminho (Foto: Claudinho Coradini/JP)

A 8ª maratona de Revezamento JP 42k acontece no dia 5 de abril (domingo), com largada prevista às 7h, no campus Taquaral da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). Na edição deste ano, a corrida terá a participação especial do projeto “Pernas Caipiras”, iniciativa que consiste em levar pessoas com deficiência para as corridas de rua em Piracicaba.

“Tínhamos a ideia de participar de todas as provas em Piracicaba. A Maratona do JP era uma das que queríamos fazer, porém por ser uma prova de revezamento, ficamos preocupados em como iriamos participar”, disse o assistente administrativo e idealizador do projeto Edmilson Reame, que confirmou a participação logo após o primeiro contato direto com os responsáveis da prova. “Depois que recebemos um convite dos organizadores, ficamos muito felizes, conversamos com a diretoria do Pernas e prontamente aceitamos. Agora estamos pesando em como faremos essa participação, sempre pensando na máxima segurança para todos”, completou.

Reame falou sobre a Maratona JP e da emoção das crianças do projeto que darão o próximo passo no dia 5 de abril. “É uma prova gostava de participar e que tem o seu charme, já que é dentro de uma universidade, um trajeto legal e será muito bom. Faremos desta prova uma festa. A emoção foi grande, tanto das crianças, que ficaram felizes logo quando sentaram nos triciclos e também dos funcionários. Tivemos mães correndo com filhos, tios correndo com sobrinhos, filho correndo com pai idoso. Foi maravilhoso”, comentou Reame.

Mesmo com menos de quatro meses, o projeto já é reconhecido e respeitado em toda a cidade, sendo descrito como uma “surpresa positiva” por parte de seu idealizador. “Fiquei surpreso pela cidade ter comprado a ideia e isso foi fantástico. Graças a Deus o Pernas Caipiras está conseguindo mobilizar as pessoas. Muitos pedem informações, querem ser voluntários, indicam pessoas para serem conduzidas. É um projeto para Piracicaba, mas quem sabe conseguimos abranger cidades da região”, detalhou.

Reame destacou que o projeto conseguiu cinco triciclos em 55 dias. “Recebemos ainda a doação de um sexto triciclo que deve chegar em breve. A crescente do projeto foi muito rápida e agora estamos nos adequando para ver quantos serão necessários para participar das provas”, completou. A iniciativa também foi abraçada pelo XV de Piracicaba que, nas três últimas partidas da equipe em Piracicaba, uma criança diferente entrou em campo com os atletas. Para a partida diante da Portuguesa Santista, no sábado (7), um dia antes do Dia Internacional da Mulher, uma mãe e uma filha serão agraciadas para entrar em campo com os jogadores.

Informações sobre a corrida estão disponíveis no site.

Mauro Adamoli

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 1 =