Pesquisa aponta coleta como melhor serviço, mas há queixas

Nos dois últimos levantamentos, o serviço teve 803 pontos tendo grau de excelência pela população. (foto: Claudinho Coradini/JP)

A coleta de lixo foi o melhor serviço público prestado em Piracicaba, segundo aponta pesquisa realizada pelo Indsat (Índice de Satisfação dos Serviços Públicos) no segundo trimestre deste ano. O serviço prestado pela empresa Piracicaba Ambiental se sobressaiu entre 16 áreas estudadas na cidade.

A coleta conseguiu 758 pontos e alto grau de satisfação. Apesar da avaliação positiva, setor ligado ao serviço ainda enfrenta críticas da população e outras do Poder Legislativo. A dona de casa Érica Vilma Firmino, moradora na rua Visconde do Rio Branco, no bairro Higienópolis, voltou a reclamar da falta de varrição de rua – serviço prestado pela mesma empresa responsável pela coleta de lixo. Ela contou que há dois meses já havia feito a reclamação à prefeitura e relatou a situação ao Jornal de Piracicaba.

Na ocasião, a Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente) negou o problema. Érica disse que após a reclamação, uma fiscal foi ao local e o serviço retomou, mas há um mês voltou a ser suspenso. “As margaridas passavam aqui de segunda, terça e sexta-feira, mas faz um mês que não varrem a rua”, afirmou. Já no Legislativo, a queixa é do vereador Laércio Trevisan Jr. (PL). Ele reclamou de ‘respostas evasivas’ ao requerimento de informações protocolado por ele no mês passado.

Segundo o parlamentar, a administração municipal não informou uma série de questionamentos feitos por ele que vão desde a quantidade de lixo recolhida no aterro até o número de funcionários que prestam o serviço na cidade, pela terceirizada.

PESQUISA

De acordo com o Indsat, no último trimestre de 2017, a coleta em Piracicaba conseguiu 790 pontos. Dois levantamentos seguintes, o serviço registrou 803 pontos e foi contemplado com grau de excelência.

O cenário, porém, não durou muito. Mesmo assim, a coleta ficou com alto gau de satisfação. No último trimestre de 2018, o setor atingiu 794 pontos.

Atualmente, o índice está estabilizado. Para calcular o índice de satisfação, a Indsat utiliza uma metodologia exclusiva de classificação baseado nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo”. Ao todo, 400 pessoas fazem parte da pesquisa. Do total de entrevistados, 78% disseram que a Coleta de Lixo é “ótima” ou “boa” e 17% responderam que é “regular”. “Ruim” e “péssimo” somam 5%. A Prefeitura e a Ambiental foram procuradas ontem para comentar a pesquisa e as reclamações, mas não se manifestaram.

Beto Silva
[email protected]