Pesquisa vai avaliar impactos da pandemia na vida dos estudantes

Foto: Divulgação

Estudo é parceria entre Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e Instituto Ayrton Senna

Estudantes do 6° ao 9° ano (anos finais) dos ensinos fundamental e médio da rede estadual começaram a preencher, nesta semana, a autoavaliação socioemocional do 3º bimestre. Resultado da parceria entre a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e o Instituto Ayrton Senna, o instrumento, que estimula o autoconhecimento e a reflexão, poderá ser preenchido, de forma facultativa, até 22 de setembro, via Secretaria Escolar Digital. No questionário, os jovens podem se autoavaliar no que diz respeito às competências socioemocionais. A cada bimestre, eles respondem perguntas relacionadas apenas às competências priorizadas em cada ano e série, definidas anteriormente no planejamento do componente Projeto de Vida.

Estudos do Instituto Ayrton Senna indicam aumento de situações de depressão e ansiedade no atual contexto pandêmico, com relatos de impactos à saúde física (associado ao maior tempo de inatividade, uso de telas, alterações no padrão do sono e de dieta) e emocional (associado à falta de contato social, ao medo de contágio, tédio, entre outras), gerando mais vulnerabilidade para o desenvolvimento de casos de estresse pós-traumático.

Diante deste cenário e em busca da promoção de saúde emocional para contribuir no enfrentamento dessas situações, principalmente neste momento de retorno às aulas presenciais, foram priorizadas oito competências socioemocionais: Tolerância ao estresse; Organização; Imaginação criativa; Empatia; Autoconfiança; Tolerância à frustração; Foco; Persistência, divididas nos sete anos participantes da autoavaliação, conforme alinhamento do corpo técnico envolvido.

“A autoavaliação formativa é um instrumento importante, pois os estudantes têm a oportunidade de acompanhar os próprios desenvolvimentos socioemocionais para que possamos manter e otimizar o apoio aos Projetos de Vida de cada um”, afirma o Secretário da Educação do Estado Rossieli Soares.  “É mais uma forma de conhecer os estudantes e as principais necessidades de desenvolvimento”, complementa.
   
PASSO A PASSO  
Para responder à autoavaliação socioemocional, o estudante deve acessar a SED: https://sed.educacao.sp.gov.br/
No menu inicial, clicar em Aluno/Autoavaliação/socioemocionais/Preencher/Autoavaliação/. Ler as instruções e avançar para iniciar. É possível selecionar a alternativa que o estudante mais se identifica, seguindo as orientações de preenchimento de cada questão. Ao concluir, basta clicar em finalizar. Ao confirmar, o questionário será enviado com sucesso.

A partir de 23 de setembro, os educadores conduzirão, nas aulas de Projeto de Vida, um período de devolutivas para os estudantes, promovendo uma reflexão conjunta sobre as competências socioemocionais e suas possibilidades de desenvolvimento. Com essas informações, é criado um Plano de Desenvolvimento Pessoal, que é o planejamento de um conjunto de ações organizadas de maneira orientada, visando a realização de um sonho ou do Projeto de Vida, com o objetivo de promover o autoconhecimento e oportunidades de desenvolvimento das competências socioemocionais em foco.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × um =