Piracicaba abre agendamento para aplicar dose adicional em população adulta

Foto: Arquivo/JP

Moradores com 18 anos ou mais que tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há pelo menos cinco meses podem agendar.

A Prefeitura de Piracicaba liberou nesta quinta-feira (18) o agendamento para vacinar contra a Covid-19 com a dose adicional toda a população adulta. Para ser imunizado, o morador deve ter completado o esquema vacinal há cinco meses ou mais.

Esse grupo já pode fazer o agendamento por meio do site VacinaPira. Para isso é necessário clicar em “Para agendar a 3ª dose clique AQUI” e preencher com os dados solicitados.

Para tomar a dose adicional, a pessoa deve apresentar documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência em Piracicaba e comprovante de vacinação da 2ª dose.

A aplicação do reforço em pessoas com 18 anos ou mais com intervalo de cinco meses depois da segunda dose segue nova orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI).

Devem fazer agendamento no VacinaPira para receber a “3ª dose” as pessoas que pertencem a Centros de Referência da Atenção Básica (Crabs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

As Unidades de Saúde da Família (USFs) continuarão a convocar os pacientes pertencentes aos seus territórios para aplicação da dose adicional na unidade. Confira no link quais são as USFs do município.

Imunossuprimidos

A pessoas com alto grau de imunossupressão podem receber a dose adicional 28 dias após a segunda dose ou dose única. Para esse grupo também há vagas disponíveis pelo VacinaPira.

De acordo com Informe Técnico do PEI (Programa Estadual de Imunização), considera-se pessoas com alto grau de imunossupressão indivíduos que possuam:

Imunodeficiência primária grave

Quimioterapia para câncer

Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras

Pessoas vivendo com HIV/Aids

Uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias

Uso de drogas modificadoras da resposta imune

Autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias

Pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise)

Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas

Da Redação

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

sete + treze =