Piracicaba assume a liderança do Parlamento Regional

Segundo Gilmar Rotta, eleito presidente do legislativo regional, colegiado é uma grande câmara que atuará para fiscalizar e cobrar as reivindicações regionais junto a RMP

O sucesso da região Metropolitana de Piracicaba dependerá do bom andamento de sua governança, composta pelo Conselho de Desenvolvimento, Comitê Executivo, entidade autárquica e fundo de desenvolvimento. E para que este funcionamento atinja os anseios das populações das 23 cidades, um outro órgão já em funcionamento será fundamental para exercer o papel Legislativo, de fiscalização e fomento a legislações que regulamentem a RMP: o Parlamento Regional de Piracicaba.

Criado em 2013 como Parlamento da Aglomeração Urbana, o colegiado por reativado em junho pela articulação do presidente da Câmara de Piracicaba, Gilmar Rotta (Cidadania). Além da movimentação do estado em acender a Aglomeração à Região Metropolitana, o estímulo à reativação aconteceu durante uma reunião, em fevereiro deste ano, com presidentes de câmaras da região.

Eles se uniram para que o governo do Estado revisse o corte de 12% nos recursos dos hospitais filantrópicos de atendimento ao SUS. Com moções de apelo é pressão junto aos deputados estaduais, a medida foi revista, comprovando que somatória de forças políticas precisaria ser utilizada de forma organizada.

Segundo Rotta, que foi eleito presidente do Parlamento Regional por todos cinco polos que compõem o órgão, a maior representatividade legislativa para atender as demandas e reivindicações das cidades será o diferencial dos avanços em todos os setores. “A proposta é trabalhar em conjunto, com todas as cidades juntas temos mais força, vamos fortalecer a nossa região para que possamos ter as nossas reivindicações atendidas”, disse.

A composição da mesa é dividida pela representação dos cinco polos que compõem o Parlamento Regional. A presidência da mesa ficou com Gilmar Rotta, do polo 1, composto por Piracicaba, Águas de São Pedro, Santa Maria da Serra, São Pedro, Rio das Pedras, Saltinho e Laranjal Paulista. Os quatro vice-presidentes foram eleitos pelos polos 2, 3, 4 e 5.

O polo 2, composto por Limeira, Cordeirópolis, Iracemápolis e Santa Gertrudes, elegeu o presidente da Câmara de Limeira, Sidney Pascotto (PSC), como representante. O presidente da Câmara de Rio Claro, José Pereira (PSD), foi eleito representante do polo 3, que é composto pelas cidades de Rio Claro, Analândia, Charqueada, Corumbataí e Ipeúna.

O quarto polo, composto por Araras, Conchal e Leme terá o presidente da Câmara de Araras, Rodrigo Soares (PSDB), como um dos vice-presidentes do Parlamento Regional e o quinto polo, composto por Capivari, Elias Fausto, Mombuca e Rafard, será representado pelo presidente da Câmara de Elias Fausto, Ronaldo Cezario (MDB).

O presidente da Câmara de São Pedro, Carlos Eduardo Oliveira, o Dú Sorocaba (PL), foi eleito primeiro secretário e Jean Carlos Ferreira (Cidadania), presidente da Câmara de Iracemápolis, segundo secretário.

O primeiro desafio da nova fase do Parlamento Regional é a atuação para que os deputados estaduais votem e aprovem rapidamente o projeto de lei complementar que cria a Região Metropolitana de Piracicaba. “Todos os nossos esforços serão no sentido de tornar o projeto em realidade e o em ações que levem ao desenvolvimento, geração de renda e melhoria da qualidade de vida das nossas populações”, finalizou o presidente.

Especial Piracicaba 254 anos

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dois + dezesseis =