Piracicaba avança para fase 3 amarela, infectologista vê riscos

Comércio vai funcionar das 10h às 16h, de segunda à sexta e, aos sábados, das 9h às 15h (Foto: Amanda Vieira/JP)

A resposta aos questionamentos feito pela Prefeitura de Piracicaba aos Governo do estado quanto a permanência da cidade na fase vermelha, na semana passada, veio ontem com a mudança do município para a fase 3 (amarela), dentro do Plano São Paulo. As mudanças têm início hoje.

Após o anúncio, o prefeito Barjas Negri (PSDB) se reuniu com o grupo de trabalho do coronavírus para discutir a mudança de fase. O tucano determinou a publicação de novos decretos e protocolos sanitários que vão regulamentar a abertura a partir deste sábado.

O diretor do DRS (Departamento Regional de Saúde), Hamilton Bonilha, disse que há risco de a cidade sofrer aumento de casos a partir da segunda quinzena. Com o avanço de fase, serão flexibilizadas atividades imobiliárias, concessionárias de veículos, escritórios, comércio e shopping center, além de bares, restaurantes, salões de beleza e academias, com restrições.

Esses serviços poderão funcionar por até seis horas diárias. O comércio deverá funcionar das 10h às 16h, de segunda à sexta-feira e, aos sábados, das 9h às 15h. Já o shopping das 14h às 20h, de segunda a sábado.

O prefeito comentou, durante a reunião com o grupo de trabalho, que a prefeitura mantém um ritmo de ações e mobilização para garantir retaguarda hospitalar para os pacientes infectados com a covid-19. Disse também que, quando o Estado permitiu que a região mudasse de Fase – Vermelha para Laranja –, o grupo optou por permanecer mais uma semana no vermelho, porque estava melhorando a infraestrutura da cidade, para continuar prestando um bom serviço e salvando vidas.

O diretor do DRS Hamilton Bonilha, vê com preocupação a flexibilização e falou em um possível aumento de casos a partir da próxima quinzena. “Apesar de constatarmos uma discreta diminuição no número de internações hospitalares em enfermaria na última semana e o mesmo acontecendo em UTI (Unidades de Terapia Intensiva), devemos considerar a ampliação recente dos leitos de UTI, principalmente no Hospital Regional de Piracicaba e a manutenção do alto índice de transmissibilidade mesmo na fase vermelha do plano São Paulo”, afirmou.

Segundo o infectologista, este possível aumento de casos pode ser evitado se houver conscientização da população quanto a necessidade de priorizar o uso adequado das máscaras faciais, distanciamento social e evitar aglomerações.

BALANÇO
A Secretaria de Saúde de Piracicaba registrou ontem quatro mortes em razão da covid-19. As vítimas são dois homens de 85 e 92 anos e duas mulheres, de 90 e 70 anos. O número de mortes por covid-19 no município aumenta para 222. Em relação aos infectados, foram mais 150 pessoas nas últimas 24 horas, elevando o total a 8.836.

TELEMEDICINA
O Hospital Unimed Piracicaba passou a contar com a telemedicina de UTI do Hospital Albert Einstein. A contratação do novo serviço tem como foco sistematizar a visita multiprofissional remota e otimizar o atendimento de pacientes internados em unidades de terapia intensiva, garantindo melhores práticas, além do incremento de qualidade
e segurança.

“Aperfeiçoar os serviços do Hospital Unimed é nosso objetivo desde que assumimos a direção da instituição. Mais satisfatório ainda é poder contar com protocolos de grandes nomes da medicina que atuam no Albert Einstein”, disse o presidente da Cooperativa, Carlos Joussef.

O foco do serviço é recomendar as melhores práticas assistenciais do paciente grave, a partir da ótica multiprofissional, com registros de dados na plataforma de telemedicina Einstein. Segundo Joussef, o principal indicador é o número de adequações às recomendações pactuadas durante a teleconsultoria. “O Sofa (Sequential Organ Failure Assessment) é registrado durante a visita virtual. Os indicadores de qualidade do departamento remoto de pacientes graves também são vistos como resultados para avaliação”.

Durante o processo de avaliação do paciente hospitalizado, a equipe da telemedicina Einstein auxiliará a equipe clínica e multidisciplinar do Hospital Unimed.

Beto Silva