Piracicaba bate recorde e ultrapassa os 25 mil infectados

Foto: Amanda Vieira/JP

Piracicaba registrou ontem um número recorde de novos casos de covid-19 desde o início da pandemia, em março. Nesta terça- -feira, a Secretaria de Saúde do município anunciou 314 novos casos da doença, que elevaram o total de infectados a 25.052. A pasta também registrou a morte de duas mulheres, de 70 e 89 anos, totalizando até o momento 427 óbitos pela doença.

Entre os infectados desta terça-feira estão 154 homens com idades entre um ano e 84 anos e 160 mulheres de um ano a 86 anos de idade.

A Prefeitura de Piracicaba anunciou ontem que vai ampliar as unidades em Piracicaba que possam fazer o exame do PCR-RT (Proteína C-Reativa), que detecta a presença do novo corona vírus. A decisão foi tomada na segunda-feira durante reunião do Grupo de Trabalho covid-19, pelo prefeito Luciano Almeida (DEM). Essa decisão, assim como outras deliberações, foram decididas em caráter emergencial com aplicação nos próximos dias.

O secretário de Saúde, Filemon Silvano, lembrou que o exame do PCR, realizado atualmente apenas na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Piracicamirim, precisa acontecer de maneira mais rápida, por isso a necessidade de agilizar o processo. “A partir de amanhã (hoje) esse exame estará disponível também em outras unidades de saúde espalhadas pelo município”, afirmou.

Os participantes da reunião também avaliaram a possibilidade de ampliação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em todos os hospitais da rede pública e privada do município. O prefeito Luciano Almeida comentou que os 20 leitos com respiradores existentes na UPA do Piracicamirim também podem ser usados em caráter emergencial para cumprir essa função a qualquer momento, conforme a necessidade.

FISCALIZAÇÃO

A prefeitura informou ontem que as polícias devem intensificar a fiscalização de estabelecimentos comerciais que estejam descumprindo os protocolos de prevenção. A decisão foi unânime, diante do comportamento de alguns segmentos da população. “A situação é grave, por isso o Executivo deve usar todos os seus canais de comunicação no intuito de conscientizar os cidadãos sobre os cuidados básicos como uso de máscaras, higienização constante das mãos e respeito ao distanciamento social”, falou Luciano.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

7 − quatro =