Piracicaba chega a 1,6 mil mortos e registra 508 casos de Covid-19

Foto: Arquivo/JP

Desde o começo da pandemia foram 97.515 casos positivos

Piracicaba atingiu, nesta terça-feira (26), a marca de 1.600 mortes por covid-19. Entre o sábado (23) e ontem, a Secretaria de Saúde do município registrou o óbito de um idoso de 79 anos por complicações da doença. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o homem havia tomado duas doses da vacina e outras duas doses adicionais. No mesmo período, a pasta contabilizou 508 novos casos de covid-19, subindo para 97.515 o total de casos confirmados desde o início da pandemia. Entre os recentes diagnósticos estão 293 mulheres e 215 homens com idades entre um e 93 anos.

As estatísticas municipais apontam ainda 199 casos suspeitos, 129.263 casos descartados, 94.666 pacientes recuperados e outros 1.249 em tratamento. Nesta terça-feira, a taxa de ocupação dos leitos destinados a pacientes infectados estava em 31% para UTI/SUS (Unidade de Terapia Intensiva do Sistema Único de Saúde) e 37% para enfermaria.

Já no setor público, os percentuais de ocupação eram de 13% para UTI e de 42% para enfermaria.

DADOS NACIONAIS
Na sexta-feira (22), o Ministério da Saúde divulgou números sobre a pandemia de covid-19 no País. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil registrava desde o início da pandemia, 33,5 milhões de casos confirmados e 676,7 mil mortes registradas. Os casos de recuperados somam 31,8 milhões (95% dos casos).

O Estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados, com 5,8 milhões de casos e 172,4 mil óbitos. Em seguida estão Minas Gerais (3,7 milhões de casos e 62,7 mil óbitos); Paraná (2,6 milhões de casos e 44,3 mil óbitos) e Rio Grande do Sul (2,6 milhões de casos e 40,3 mil óbitos).

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

quatro × um =