Piracicaba é 1º lugar no ranking “Desafios da Gestão Municipal”, da Macroplan

Indicador municipal de maior destaque na pesquisa nacional foi o da Educação, que ficou em 1º lugar. (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Piracicaba é a primeira colocada no ranking geral da pesquisa realizada pela Macroplan, que aponta o DGM (Desafios da Gestão Municipal). O estudo mostra quais cidades entregaram mais serviços em quatro áreas essenciais – saúde, educação, segurança e saneamento e sustentabilidade e foi realizado a partir da análise dos dados do município nos últimos dois anos.

A educação em Piracicaba também foi destaque e ficou na primeira colocação. De acordo com a pesquisa, quando avaliada a saúde, a cidade ficou em 6º lugar, saneamento em 10º e segurança na 13ª colocação.



O ranking avaliou os 100 maiores municípios do país em termos de população (mais de 273 mil habitantes), que respondem por cerca da metade do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro.

Os municípios, por exemplo, são responsáveis pelos anos iniciais do ciclo escolar que são determinantes para a igualdade de oportunidades.

Nas famílias com renda domiciliar per capita de até um salário-mínimo, 90,7% das crianças de 6 a 14 anos frequentam escola pública (Pnad, 2018). A maior parte delas na rede municipal que abriga 68,5% das matrículas do ensino fundamental da rede pública ( Censo Escolar , 2018).
O desempenho global da gestão de cada cidade é avaliado por um índice sintético, composto por uma cesta de 15 indicadores de todas as áreas analisadas, o IDGM – Índice Desafios da Gestão Municipal. O IDGM varia de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, melhor o desempenho do município. Piracicaba alcançou o índice de 0,757.

O estudo da Macroplan não avalia a gestão de prefeituras específicas, mas as várias administrações das cidades, aferindo a evolução dos indicadores na última década, assim como no último ano.

Em seu terceiro mandato, o prefeito Barjas Negri (PSDB) disse que o resultado do estudo que colocou a cidade em 1º lugar é fruto dos esforços da administração municipal na última década. “Nesta pesquisa se posicionou o que tem de avanços socioambientais; é muito trabalho, planejamento, ação social”, afirmou.

Ao comentar o desempenho da educação, ele classificou o resultado como um conjunto de ações da secretária municipal Ângela Jorge Corrêa e do dirigente regional Fábio Negreiros.

Barjas destacou que a cobertura de crianças de zero a três anos em Piracicaba é de 70% e que 90 escolas municipais estão em funcionamento na cidade.

O chefe do Executivo destacou também que todas as áreas vêm apresentando crescimento e subindo no ranking do estudo. Na última década, a cidade deixou o 9º lugar para, este ano, encabeçar a lista, no ano passado Piracicaba estava em 2º lugar.

Beto Silva
[email protected]