Piracicaba e região reduz roubos em geral e todas modalidades de furtos em abril

Foto: Polícia Militar

A região de Piracicaba terminou o mês abril com redução no número de roubos em geral e também em todos as modalidades de furtos. As informações são da SSP/SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo).

Além da redução em roubos e furtos, a Secretaria informou que os roubos de cargas também caíram, enquanto que o número de roubos a bancos e extorsões mediante sequestro permaneceram zerados. A análise leva em consideração os dados deste ano em comparação com o mesmo período de 2019, período pré-pandemia e que tem um cenário mais semelhante com o atual.

O indicador com maior redução na comparação mensal foi o de roubos em geral, com queda de 21,8%, passando de 606 para 474 ocorrências – o menor registro da série histórica, sem levar em conta os anos de 2020 e 2021. Na análise do primeiro quadrimestre deste com 2019, este indicador também recuou. A diminuição foi de 19,9%, passando de 2.371 para 1.899, também sem contar os anos de 2020 e 2021.

Seguindo a tendência de recuo, vêm os furtos de veículos. Em abril de 2019, este indicador apresentou 436 ocorrências contra 395 no mesmo período deste ano (-9,4%). Na comparação do quadrimestre, por sua vez, a queda foi de 7,5% – de 1.898 para 1.755.

Os roubos de cargas também caíram nas duas comparações. Na análise mensal, o índice passou de 27 para seis casos, o menor registro de toda a série histórica. Na comparação do quadrimestre, o recuo foi de 49,5%, passando de 97 para 49.

Os furtos em geral, por sua vez, caíram 0,8% em abril deste ano na comparação com o mesmo período de 2019. O número passou de 2.283 para 2.264, enquanto que os roubos a bancos e extorsões mediante sequestro permaneceram zerados em abril dos dois anos analisados.

PRODUTIVIDADE — O trabalho das polícias paulistas, em abril, em toda a região de Piracicaba, resultou em 957 prisões e na apreensão de 41 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 363 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Nos primeiros quatro meses do ano, por sua vez, foram realizadas 4.154 prisões e apreendidas 210 armas de fogo ilegais. Também foram registrados 1.466 flagrantes por tráfico de entorpecentes.

Rafael Fioravanti | [email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

cinco × três =