Piracicaba lidera pesquisa de cães farejadores de Covid-19

Foto: Divulgação

Além de síndromes gripais, o estudo poderá auxiliar na solução de crimes e busca de pessoas

Um importante projeto está a salvo do corte de 92% no Ministério da Ciência e Tecnologia sancionado no sábado retrasado (16) pela presidência da república: a Unimep (Universidade metodista de Piracicaba) e parceiras estão treinando cães farejadores para identificar doentes de covid-19. Em sua amplitude atenderá a área médica e forense, auxiliando a Justiça na solução de crimes e busca de pessoas desaparecidas e como ferramenta de apoio ao diagnóstico e monitoramento de doenças. Os resultados obtidos servirão de dados para o desenvolvimento de aplicativos com inteligência artificial para síndromes gripais.

Criado no início deste ano, a pesquisa está na primeira de uma série em desenvolvimento pelo grupo e tem previsão de ser finalizado em 12 meses. O objetivo é realizar uma análise química de odores da covid-19 deixado no ar e do suor de pacientes para o treinamento de cães farejadores, que poderão ser utilizados como ferramenta de triagem diagnóstica. “Dentre as aplicabilidades deste estudo, está a utilização dos cães de biodetecção como ferramenta de triagem em locais de grandes aglomerações. Estudos já publicados no mundo demonstram que os cães possuem de 70% a 100% de sensibilidade diagnóstica. Portanto, a partir dos resultados obtidos com esta pesquisa, cães de biodetecção poderão ser utilizados para este fim em locais ainda não definidos”, conta a diretora de Pós-Graduação e Pesquisa, Marlene Moreno.

São parceiras do projeto a Unimed Piracicaba, Central Multiusuário de Bioquímica e Análise Instrumental do Departamento de Agroindústria e Alimentos e Nutrição da Esalq, Laboratório de Redes de Comunicação Larcom Feec/Unicamp e Unidade K9 Internacional de Formação de Cães E Condutores. São apoiadores a reitoria da Unimep e ass empresas Merieux NutriSciences, STU Cardans, Recicle Óleo Piracicaba, Rede Drogal, Pet Food Solution, Getxent e Hospital Unimed de Piracicaba.

Cristiane Bonin
[email protected]

LEIA MAIS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × cinco =