Piracicaba mantém restrições contra covid-19

Foto: Alessandro Maschio/JP

A partir da próxima segunda-feira (24), entra em vigor o decreto municipal assinado pelo prefeito de Piracicaba, Luciano Almeida (DEM), e publicado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, que prorroga as medidas de restrições para o combate à pandemia do coronavírus até o dia 31 (segunda-feira).

Segundo a prefeitura, o documento está em conformidade com as regras estabelecidas pela fase de transição do Plano São Paulo de combate ao coronavírus.

As atividades consideradas não essenciais continuam autorizadas a funcionar presencialmente, das 6h às 21h, com limitação de até 40% da capacidade de atendimento.

Se encaixam neste perfil restaurantes e similares, academias, salões de beleza, barbearias, academias, clubes, centros culturais, shoppings, galerias e cinemas.

Todos os estabelecimentos devem seguir os protocolos sanitários, com uso de máscara e álcool em gel 70% e aferição de temperatura, entre outros.

Nesta sexta-feira, a Secretaria da Saúde de Piracicaba registrou mais seis óbitos por covid-19, sendo cinco homens de 36, 47, 55, 60 e 67 anos e uma mulher de 85 anos. Com isso, o total de mortes na cidade é de 928.

A pasta também registrou 199 casos positivos da doença, aumentando assim o total de infectados para 48.910 casos confirmados, dos quais, 105 são homens com idades entre um a 82 anos e 94 mulheres de quatro a 79 anos de idade.

A cidade registrada também 1.004 casos suspeitos e outros 84.229 descartados. Piracicaba contabiliza 46.250 casos de pacientes recuperados de covid-19 e o total de 1.732 pessoas em tratamento da doença. Ontem, a taxa de ocupação de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Piracicaba ainda se manteve alta: 94%. Já os leitos de enfermaria estavam ocupados em 67% da capacidade.


Beto Silva

[email protected]

Leia mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

20 − 11 =