Quanto ao número de infectados, a cidade contabiliza 16.381, sendo 82 registrados nesta segunda-feira. (Foto: Amanda Vieira/JP)

Até as 16h de ontem, Piracicaba estava há 48 horas sem registrar mortes por covid-19. Os últimos dois óbitos causados pela doença ocorreram no sábado, totalizando 361 vítimas fatais. Já os infectados, a cidade contabiliza 16.381, sendo 82 registrados nesta segunda-feira. O município também registra 15.478 pessoas recuperadas de covid-19, 542 pacientes em tratamento, 692 casos suspeitos e outros 32.535 casos descartados.

VACINA

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira que a vacina contra o coronavírus – em desenvolvimento pelo Instituto Butantan – é a mais segura em fase final de testes no Brasil. Estudos clínicos com 9,000 voluntários com idade entre 18 e 59 anos no país mostram que apenas 35% tiveram reações adversas leves após a aplicação, como dor no local da aplicação ou dor de cabeça. Não houve qualquer registro de efeito colateral grave durante a testagem.

O desenvolvimento da vacina no Brasil foi iniciado em julho, por meio de parceria entre a biofarmacêutica Sinovac Life Science, com sede em Pequim, e o Butantan. As reações mais comuns entre os participantes do estudo após a primeira dose foram dor no local da aplicação (19%) e dor de cabeça (15%).

Na segunda dose, as reações adversas mais comuns foram dor no local da aplicação (19%), dor de cabeça (10%) e fadiga (4%). Febre baixa foi registrada em apenas 0,1% dos participantes e não há nenhum relato de reação adversa grave à vacina até o momento.

O estudo no Brasil foi iniciado em 21 de julho e prevê a participação total de 13,000 voluntários, todos profissionais da saúde que atuam no atendimento a pacientes com covid-19.

Eles são acompanhados pelos 16 centros de pesquisa distribuídos por sete estados e o Distrito Federal. A partir deste mês, a testagem do potencial imunizante contra o coronavírus está sendo ampliada para voluntários idosos, portadores de comorbidades e gestantes.

Até dezembro, o Butantan receberá 46 milhões de doses da Coronavac, sendo 6 milhões de doses da vacina já prontas para aplicação. Outras 15 milhões de doses devem chegar até fevereiro de 2021.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 2 =