Piracicaba pagou R$ 111 milhões do IPVA em 2020

Deste total pago pelos piracicabanos, 50% fica com o governo estadual e o restante é repassado ao município (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Com o encerramento do segundo ciclo de pagamentos do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), a Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento fechou balanço parcial de pagamentos do imposto. Segundo a pasta, até o dia 27 de fevereiro Piracicaba gastou R$ 111,266 milhões com o imposto, referentes a 114.780 veículos.

De acordo com as informações da secretaria estadual, a maioria dos proprietários (65.096) optou pelo pagamento integral do tributo, o que rendeu R$ 72,474 milhões aos cofres do Estado. Pela legislação do IPVA, 50% do valor arrecado é repassado ao município.

Ainda em Piracicaba, 231 proprietários de carros furtados ou roubados em Piracicaba terão os valores restituídos pelo Estado, no total de R$ 74.713.

NO ESTADO
No Estado de São Paulo, a Secretaria da Fazenda arrecadou R$ 9,605 bilhões referentes a 10.127 milhões de veículos, cujos proprietários quitaram o tributo à vista, com ou sem o benefício de 3% de desconto, ou efetuaram os pagamentos da primeira e segunda parcelas do imposto. O valor é 5,36% maior que o arrecadado no mesmo período de 2019.

No total, 5.974.273 veículos tiveram o IPVA pago integralmente, com ou sem o desconto de 3%, resultando aos cofres públicos R$ 6,455 bilhões. Outros 3.312.938 proprietários optaram pelo parcelamento, efetuando o pagamento da primeira e segunda cotas, totalizando R$ 2,811 bilhões.

Além disso, 840.332 proprietários efetuaram, apenas, o pagamento da primeira parcela, resultando em R$ 337.806.847,00.

Esses valores são divididos meio a meio com os municípios paulistas e são recursos importantes para a gestão dos serviços públicos das 645 administrações municipais no início de cada ano. As cidades com maiores arrecadações do imposto até 27 de fevereiro foram São Paulo (R$ 3,1 bilhões), Campinas (R$ 363,2 milhões) e São Bernardo do Campo (R$ 210 milhões).

O calendário de vencimento do IPVA terá sua sequência a partir de 11 de março. Os proprietários devem ficar atentos às datas de vencimento do tributo definidas de acordo com o final de placa para o pagamento da terceira e última parcela do imposto.

Caso o proprietário ainda não tenha feito o pagamento integral ou de nenhuma cota, deverá fazer o pagamento com as penalidades definidas por lei.

Beto Silva
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

1 × 3 =