Piracicaba registra 4 mortes e prorroga transição

Até ontem (07), cidade registrava 873 óbitos e 46.237 pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Foto: Alessandro Maschio/JP)

Piracicaba registrou ontem mais quatro mortes e 182 novos casos de covid-19. Com os números, a cidade contabiliza 873 óbitos e 46.237 pessoas infectadas pelo coronavírus. A partir de hoje (08), entra em vigor o decreto municipal de nº 18.708, assinado pelo prefeito Luciano Almeida (DEM) e publicado no Diário Oficial do município. O documento prorroga as medidas de restrição para o combate à pandemia do coronavírus até dia 23, em conformidade com as regras estabelecidas pela fase de transição do Plano São Paulo de combate ao coronavírus.

A novidade fica por conta das atividades consideradas não essenciais que estão autorizadas a funcionar presencialmente, agora das 6h às 21h, com limitação de até 30% da capacidade de atendimento. Se encaixam neste perfil restaurantes e similares, academias, salões de beleza, barbearias, academias, clubes, centros culturais, shoppings, galerias e cinemas.

Os servidores públicos e estagiários por sua vez, na sua totalidade, devem retornar as atividades presenciais a partir de segunda-feira (10), com exceção daqueles em condições de risco, os quais devem executar trabalhos em casa ou em regime de teletrabalho, cabendo sua organização ao secretário ou gestor de cada unidade.

A circulação de pessoas das 5h às 22h, com exceção daqueles que desempenham atividades essenciais, continua restringida. Todos os estabelecimentos devem seguir os protocolos sanitários, com uso de máscara e álcool em gel 70% e aferição de temperatura, entre outros.

O Governo do Estado de São Paulo durante coletiva ontem (07), disse que continua registrando redução gradual de indicadores de casos, o que permitiu a extensão de mais uma hora no expediente de atendimento presencial, das 6h às 21h, e com limitação de 30% de capacidade em comércios e serviços não essenciais.

O horário estendido vale a partir deste sábado para estabelecimentos comerciais, galerias e shoppings. O mesmo expediente poderá ser seguido por serviços como restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias, academias, clubes e espaços culturais como cinemas, teatros e museus.

A fase de transição mantém liberadas as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social. Parques estaduais e municipais também poderão ficar abertos, mas com horário das 6h às 18h.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

16 + 11 =