Piracicaba registra 5 novos casos positivos de dengue por dia

Prefeitura tem intensificado campanha de coleta de entulho e inservíveis que podem ser criadouros do mosquito da dengue (Crédito: Claudinho Coradini/JP)

Em apenas 20 dias Piracicaba registrou 100 novos casos de dengue. Até 7 de fevereiro a Secretaria de Saúde do município computava 69 ocorrências. No último levantamento divulgado anteontem, até o dia 27 eram 169 casos positivos da doença.

A pasta procura intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti à medida que contabiliza novos casos. O PMCA (Programa Municipal de Combate ao Aedes), vai intensificar as ações de combate ao mosquito, que também transmite a zika e chikungunya, nos meses de março, abril e maio, período em que ocorre historicamente maior incidência de casos.

Em parceria com a Helpinsect, empresa terceirizada especializada no controle de vetores e pragas urbanas e contratada pela Secretaria de Saúde, as atividades de rotina serão intensificadas, entre elas, visitas em domicílios, entradas forçadas em imóveis fechados para retirada de criadouros, arrastões e mutirões.

O coordenador do PMCA, Sebastião Amaral Campos, o Tom, explicou que o trabalho de orientação e combate se dá também em sintonia com a Vigilância Epidemiológica. “Sempre que temos notificações ou confirmações de casos de dengue, atuamos preventivamente para evitar novos casos”, explica.

Hoje acontece um arrastão de combate ao mosquito na região do bairro Santa Fé. Um caminhão vai passar recolhendo os materiais descartados pela população e colocados nas calçadas.

No sábado um novo mutirão será feito no Nova Piracicaba, das 8h às 13 horas, e a expectativa é visitar 4 mil domicílios. Na oportunidade, o carro de som vai circular com informações sobre a doença. Além disso, haverá arrastão – nos moldes da ação desta quinta-feira – nas regiões dos bairros Jardim Monte Libano e Itapuã, Jardim Haiti, Jardim São Paulo, Jardim Noêmia, Ingá, Parque dos Eucaliptos e Jardim das Flores.

CORONAVÍRUS
A Secretaria de Estado da Saúde confirmou um novo caso de coronavírus (Codiv-19). O caso confirmado foi atendido e diagnosticado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, que já integra a rede de diagnósticos definida pelo Ministério da Saúde.

O paciente tem 46 anos e histórico de viagem para a Itália, Áustria, Alemanha e Espanha. Desembarcou no Brasil no dia 1º de março, procurou atendimento médico com sintomas de tosse, coriza e desconforto na garganta e hoje teve a confirmação para Covid-19. As duas primeiras confirmações também foram diagnosticadas no Albert Einstein. Todos estão bem, em isolamento domiciliar, e tiveram histórico de viagem para a Europa.

Ontem, São Paulo registra 135 casos suspeitos, entre eles, dois de Piracicaba, e outros 131 foram descartados.

Beto Silva
[email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezenove − 9 =