Piracicaba registra quase o dobro de homicídio se comparado a 2020

Tentativa de homicídio teve queda de 42% em Piracicaba (Claudinho Coradini/JP)

Piracicaba registrou quase o dobro de casos de homicídios de janeiro a agosto de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado. As ocorrências saltaram de 11 ao longo de 2020 para 19 neste ano. Já a tentativa de homicídio apresentou queda de 42% no mesmo período. Foram 38 casos no ano passado e 22 neste ano. Quanto aos furtos outros tiveram aumento de 46%. Passou de 1.640 no ano passado para 2399 em 2021. Furtos de veículo apresentaram o acréscimo de 8% (276 em 2020 e 299 em 2021). Já roubos outros tiveram diminuição de 98 em 2020 e 78 em 2021 (-16%). Os dados são da SSP (Secretaria Estadual de Segurança Pública).

O comandante do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior), coronel Willians de Cerqueira Leite Martins disse que a Polícia Militar mantém o diagnóstico evolutivo geoponderado, que é uma metodologia que estimula as prisões de procurados, apreensões de armas e tenta coibir crimes violentos contra os patrimônios. “A região de Piracicaba tem se mantido equilibrada em alguns índices criminais em comparações a outras regiões”, disse o comandante.

SAIDINHA
Segundo ele, esporadicamente alguns índices tiveram acréscimo no período. “As saidinhas de presos influenciam no aumento de alguns índices. O ideal para a segurança pública é que as penas fosse cumpridas integralmente em regime fechado”, afirmou Cerqueira.

SEGURANÇA
O coronel analisou que para melhorar a atuação policial em vários aspectos recomenda a melhoria das instalações e manutenções nos leitores de placas. “Recomendamos aos municípios da região que realizem convênios com operação delegada e atualização dos bloqueios de trânsito”, disse.

INVESTIGAÇÃO
O diretor do Deinter-9 (Departamento de Polícia do Interior), Kléber Antonio Torquato Altale disse que nos casos de furtos, a maioria está relacionada a documentos e celulares. “A Delegacia Eletrônica tem agilizado no registros do casos para evitar a subnotificação. Dessa forma, a polícia trabalha com números mais reais. Nos casos de homicídio, por exemplo, a maioria deles está identificado e os infratores à disposição da Justiça.”

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

dezenove + 15 =