Piracicaba sedia etapa das Olimpíadas dos Tripulantes

Piracicaba sediou na sexta-feira (10), uma das etapas da 3ª Olimpíadas dos Tripulantes, que reúne as 11 bases de aviação que atuam no Estado. O comandante de Aviação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel Paulo Luiz Scachetti Júnior, esteve na cidade e explicou que as olimpíadas reúne uma séria de atividades que simulam situações de salvamento, policiamento e resgate, que fazem parte da rotina de trabalho dos tripulantes. “O objetivo é fomentar os treinamentos, por meio, de técnicas de integração que fazem parte do trabalho em equipe”, explicou.

Scachetti Júnior disse que por questões de logística não foi possível a participação de todos os participantes no mesmo local. Sendo assim, na etapa de Piracicaba, participaram os tripulantes das bases de São Paulo, Praia Grande, São José dos Campos, Sorocaba e Piracicaba. Cada equipe conta com cinco tripulantes. Os árbitros são policiais veteranos, que avaliarão cada participante.
O capitão Carili, piloto e comandante de aeronave de Piracicaba disse que 36 tripulantes percorreram três bases de estande das provas. “Uma delas foi a simulação de salvamento aquática, que ocorreu no Sesi, salvamento de cordas, que foi realizada na base do Águia de Piracicaba, e estande de tiros.

“Esse tipo de atividade fomenta a capacidade técnica de cada um dos tripulantes, que irão retribuir da melhor forma e com profissionalismo e qualidade no serviço”, disse Carili.

No teste físico de exaustão, os tripulantes tiveram que fazer exercícios alternados com dez polichinelos, abdominais e flexões. Após esses exercícios, eles tinham que ir até a base, onde estavam as armas desmontadas, vestir equipamentos de proteção, como coletes balísticos, óculos de proteção, abafadores, montar as armas e efetuar cinco disparos nos alvos, sob a supervisão dos juízes das provas.

LEIA MAIS

Cristiani Azanha
[email protected]

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 + 9 =