Piracicaba tem o menor gasto por habitante no combate à covid-19

Prefeitura contesta dados e diz que gastou R$14,59/hab (Foto: Marco Casale)

Piracicaba é a cidade com o pior investimento por habitante na região para o combate à covid-19. De acordo com levantamento do MPSP (Ministério Público do Estado de São Paulo), a cidade investiu – até 13 de agosto – R$4,48 por habitante para enfrentar o novo coronavírus. A plataforma digital Avicena do MPSP foi desenvolvida para monitorar portais municipais de transparência e visualizar dados dos contratos emergenciais durante a pandemia.

Das 26 cidades que compõem o DRS-10 (Departamento Regional de Saúde) de Piracicaba, 23 forneceram os dados sobre o combate à pandemia ao MP e a única outra que também apresenta investimento por habitante inferior a R$5 é Itirapina, que gastou R$4,61/habitante e tem população estimada em 18,157 mil pessoas. Não apresentaram dados ao MPSP até a data para fechamento da plataforma as cidades de Águas de São Pedro, Capivari e Santa Cruz da Conceição.

Se comparar Piracicaba às onze cidades do Estado com população entre 300 mil e 500 mil habitantes e que também apresentaram os dados ao MPSP, Piracicaba – que tem população de 404,142 mil habitantes – também é a que teve o menor investimento por habitante no combate à covid-19.

O investimento de Piracicaba é 2,74 vezes menor ao da cidade de Jundiaí, a segunda entre as 11 analisadas pela reportagem que teve menor investimento por habitante no combate à pandemia (R$12,26/hab).

Bauru, com 376, 818 mil habitantes gastou em média R$ 18.94/hab. Carapicuíba, com 400,927 mil habitantes, R$ 55.55/hab. Guarujá, com 320,459 mil habitantes, R$ 86.04/hab. Itaquaquecetuba, com 370,821 mil habitantes, R$ 13.10/hab. Jundiaí, com 418,962 mil habitantes, R$ 12.26. Limeira, com 306,114 mil habitantes, R$ 25.97/hab. Mauá, com 472,912 mil habitantes, R$ 20.96/hab. Mogi das Cruzes, com 445,842 habitantes, R$ 15.25/hab. Praia Grande, com 325, 073 mil habitantes, R$ 48.53/hab. Santos, com 433,311 mil habitantes, R$107.12. E São Vicente, com 365,798 mil habitantes, R$ 50.84/hab.

Em nota, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) informou que “o Portal Avicena do Ministério Público apresenta outra metodologia de análise], considerando apenas o valor liquidado – R$ 1.816.917,41. Cada município usa um critério para informar os seus dados. Não se sabe quais informações o MP considerou”, diz.

A SMS disse ainda que, se considerar o valor empenhado de R$5,9 milhões para a covid-19 até ontem (18), o valor investido por habitante seria de R$14,59.

Andressa Mota

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

vinte − cinco =