Piracicaba tem semana de ‘arrastão’ com furtos de fios em prédios públicos

Foto: Alessandro Maschio/JP

Ao menos seis unidades médicas tiveram material furtado, atendimento e conservação de vacinas foram prejudicados

Prédios públicos de Piracicaba sofreram um arrastão de furtos de fiação elétrica nesta semana. Só na madrugada desta sexta-feira (22) três unidades médicas tiveram os fios de energia elétrica furtados. Uma delas, do Jardim Vitória, foi alvo de ladrões três vezes na semana. O prédio da antiga Pinacoteca, onde estavam as urnas eletrônicas teve a fiação furtada na segunda-feira (18). Sem conservação de vacinas e atendimento foram prejudicados.

De acordo com a Secretaria de Saúde, durante a madrugada de ontem (22), as unidades de PSF (Programa Saúde da Família) do Jaraguá, Itapuã e Jardim Vitória foram invadidas por criminosos que furtaram parte da fiação elétrica. Segundo a pasta, as unidades ficaram com atendimento prejudicado e com funcionamento parcial da energia elétrica, no entanto, todos os usuários foram acolhidos com atendimentos médico e odontológico, com algumas restrições de procedimentos. “Os casos mais complexos foram reagendados. As equipes de manutenção e obras da secretaria realizaram obras emergenciais para a retomada da normalidade dos atendimentos, a expectativa é que na segunda-feira (25) os trabalhos sejam retomados normalmente”, informou a Saúde, em nota.

A prefeitura informou que a Guarda Civil está reforçando o patrulhamento ostensivo nessas regiões. A Semad (Secretaria de Administração ) informou que está em andamento o mapeamento, em todos os prédios públicos municipais, que vai avaliar os melhores pontos para instalação de câmeras de segurança e monitoramento. Segundo a Semad, o mapeamento está em fase de conclusão, devendo ser apresentado no mês de agosto. Foi a terceira vez nesta semana que as unidades do Jardim Vitória e Jaraguá 1 foram invadidas e tiveram a fiação furtada; a unidade do Jardim das Flores (Minas Nova) também foi alvo dos bandidos na segunda-feira (18).

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, devido ao furto da fiação, a conservação das vacinas ficou prejudicada nas unidades do Jaraguá e Jardim das Flores e as doses ficaram retidas e aguardam análise do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo para serem utilizadas ou descartadas.

Na unidade Jaraguá I, foram 1.396 doses retidas, sendo 167 de covid-19 e as demais de rotina (Gripe/Influenza, HPV, Hepatites e Febre Amarela, por exemplo). Na USF Jardim das Flores (Minas Nova) estão retidas 2.755 doses, sendo 1.750 de covid-19 e as demais de rotina.

Beto Silva
[email protected]

LEIA MAIS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

18 − cinco =