Piracicaba ultrapassa as 900 mortes e 48 mil casos positivos

Cidade totaliza 908 óbitos e 48.127 casos positivos da doença, segundo dados da Secretaria de Saúde.

Piracicaba ultrapassou as 900 mortes e os 48 mil casos positivos de covid-19. Nos últimos três dias, a cidade registrou oito óbitos e 560 infectados pelo coronavírus, o que elevou as estatísticas municipais para 908 óbitos e 48.127 casos confirmados. De acordo com a Secretaria de Saúde, a cidade registra ainda 865 casos suspeitos, 1.524 pessoas em tratamento de covid-19 e 45.695 pacientes recuperados. Ontem, a taxa de ocupação da UTI (Unidade Terapia Intensiva) na cidade estava em 91%, enquanto os leitos de enfermaria estavam com 80% ocupados. COVID-19

NO ESTADO

O Estado de São Paulo registrou ontem (17), nesta segunda-feira 3.096 milhões de casos de covid-19 durante toda a pandemia e 104.295 óbitos. Entre o total de casos, 2.783 milhões tiveram a doença e já estão recuperados, sendo que 320.683 foram internados e receberam alta hospitalar. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no estado é de 78,5% e na Grande São Paulo é de 76,6%.

VACINA

A Prefeitura de Piracicaba reabriu ontem agendamento para vacinar gestantes e puérperas com comorbidades com mais de 18 anos. O agendamento deve ser feito no site VacinaPira (https://vacinapira.piracicaba.sp.gov.br/). Também está liberada agenda para 1ª dose de pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos e trabalhadores da saúde (confira abaixo quais) e para 2ª dose para pessoas que tomaram a 1ª dose da vacina Coronavac/Butantan há 21 dias ou mais. Permanecem abertas as agendas para 1ª dose de idosos com 60 anos ou mais, pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício Prestação Continuada (BPC) de 50 a 59 anos.

Beto Silva

[email protected]

Leia Mais:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

19 − quatro =