Piracicaba ultrapassa os 17 mil casos positivados de covid-19

Ontem foram confirmados 41 novos positivados Foto: Amanda Vieira/JP

Os 41 novos casos confirmados de covid-19 em Piracicaba, de acordo com o boletim da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), faz a cidade chegar a 17.040 positivados – desde o início da pandemia – pela doença do novo coronavírus. No intervalo de uma semana, de sábado passado (24) até hoje, são 335 novos casos.

O índice positivo é a diminuição do número semanal de óbitos por covid-19. Piracicaba contabilizou três mortes pela doença em uma semana, oficializados pelo boletim da Saúde, juntos na última segunda-feira (26).

Dos 41 novos positivados, como informa a pasta, 21 são homens, com idade entre 19 e 90 anos, enquanto 20 são mulheres, entre 19 e 65 anos. Este é o maior número de casos confirmados em um desde segunda-feira (26), quanto a SMS indicou 70 novos casos.

Piracicaba conta ainda com 910 casos suspeitos da doença, além de 578 pessoas em tratamento, 16.095 casos recuperados e 35.196 descartados.

VACINA
O Brasil pode ter a aprovação e distribuição de uma vacina contra a covid-19 até junho de 2021, segundo o diretor da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antônio Barra Torres. Atualmente, o país possui quatro imunizantes em fase de estágio final de testes, que são: a da Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca; a da Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan; a vacina da Pfizer Inc em parceria com a BioNTech; e pela subsidiária farmacêutica da Johnson & Johnson, a Janssen.

Em entrevista a Reuters, Torres disse que a Anvisa ainda não decidiu sobre a taxa de eficácia mínima a exigir, porém, afirmou que a Anvisa já chegou a aprovar vacinas para outras doenças com menos de 50% de eficácia, percentual considerado ideal para proteger contra doenças.

Erick Tedesco

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário!
Por favor, entre com seu nome

17 − 14 =